Pular para o conteúdo principal

DIABETES TIPO 2 E DIETA DO MEDITERRÂNEO/DICAS E RECEITAS


Dieta do Mediterrâneo, ou Dieta Mediterrânea, é um tipo de alimentação característica de alguns países de três continentes diferentes banhados pelo o mar Mediterrâneo (que abrange a Itália, Grécia, Portugal, Espanha, França, Tunísia entre outros países). 

A dieta é composta basicamente do consumo diário de hortaliças (verduras e legumes), peixes, alho, tomate, alto consumo de frutas (maçã, kiwi, pssego, cereja e etc...) e, principalmente, óleo de oliva, canola, oleaginosas (cereais pouco moídos, ou seja; menos industrializados, nozes (pecan), amêndoas, azeitonas e sementes), leguminosas (grão-de-bico, feijões, lentilha), leite e derivados (queijo branco e iogurte), além de vinho tinto. 

O que muda na essência é  um baixo consumo de carnes vermelhas, gorduras de origem animal, produtos industrializados e doces (ricos em gordura e açúcar).

A pizza "margherita", comprovadamente capaz de produzir o bom humor, se consumida na dose certa, pode virar remédio contra o tumor do estômago e da boca. 


No centro do Mediterrâneo, a Itália reina como a nação que cultivou a arte de fazer grandes pratos com os ingredientes mais simples e onde a vida dura mais tempo.Aqui

PESQUISA

Dieta mediterrânea ajuda a prevenir diabetes tipo 2

funiber

Recentemente se sugeriu que a dieta mediterrânea ajuda a prevenir a diabetes tipo 2, por esta razão, pesquisadores decidiram realizar provas utilizando três intervenções nutricionais não restritivas em calorias, incluindo a dieta mediterrânea, enriquecida com azeite de oliva, com nozes mistas e uma dieta baixa em gordura, realizando testes em distintos centros médicos da Espanha. Depois das avaliações se identificou que a dieta mediterrânea sem restrições de calorias pode ser eficiente na prevenção do diabetes tipo 2 em pessoas com alto risco cardiovascular.
Participaram desta experiência cerca de sete mil pacientes. O universo de pessoas estava formado por homens com idade entre 55 e 80 anos e mulheres com idade entre 60 e 80 anos. Os participantes não tinham antecedentes de enfermidades cardiovasculares ou diabetes, mas padeciam de pelo menos três fatores de risco cardiovascular.
Os pacientes foram designados a três grupos de forma aleatória: um grupo de controle que apenas recebeu informação sobre a dieta baixa em gorduras, outro grupo que recebeu uma dieta mediterrânea suplementada com pelo menos um litro de azeite de oliva por semana, e um terceiro grupo que agregou a sua dieta uma média de 30 gramas diárias de nozes. Não se estabeleceram limites no consumo da dieta e tão pouco foram dados conselhos sobre atividade física.
Depois de um acompanhamento de quatro anos, identificaram uma incidência de diabetes de 10,1% no grupo que utilizou azeite de oliva, 11% no grupo que complementou sua dieta com nozes e 17,9% no grupo de controle. Identificou-se em todos os estudos que o aumento na aderência à dieta mediterrânea esteve inversamente ligada à incidência do diabetes. Além disso, destaca-se que a redução do diabetes ocorreu sem que se percebam mudanças significativas no peso corporal e não esteve associado a uma maior atividade física.
O Dr. Michel de Lorgeril opina que este estudo deve ser considerado como “um trabalho exploratório cujos resultados deveriam ser confirmados mais tarde”, considerando que o tamanho da mostra do estudo foi pequeno.

"Quando o mundo abandona você nos braços da solidão; é superável; damos um jeito e conseguimos; mas quando nos abandonamos , a solidão é  incurável." a comida pode ajudar mais do que imagina, ela é fonte de saúde mental e junto com uma boa taça de vinho tinto ou de um suco puro de uva, ganhamos vontade de viver. AMSK/HPD

DICAS SEM MITOS

Procuramos algumas receitas de pratos e algumas dicas úteis, sem os olhares da dieta a qualquer custo e pedimos a Cozinha dos Vurdóns uma ajuda na identificação dos alimentos e possível receita. Vale a pena olhar. 

 1. Bruschetta de tomate

Pão fatiado, azeite, manjericão fresco, tomates regados no azeite e uma pitadinha de sal. Agora é só levar no forno.






2. Salada Básica
Queijo, tomates, azeitonas, salsa fresca e azeite.









3. Sopa de Feijões
Cozinhe os feijões até estarem macios. A parte coloque azeite, alho e cebola ralada, sal, salsinha e tomates - refogue. Qando estiver dourado, acrescente os feijões, misture delicadamente e vá acrescentando o caldo do cozimento deles. Cuidado para não desmancharem, o charme dessa sopa é permanecerem inteiros.

4. Frutas da estação
Eis a nossa grande vantagem, frutas variadas o ano todo, aproveite e as inclua na sua dieta.








5. Filé de pescada amarela com alecrim e legumes.
Filés de pescada amarela temperados no limão, sal e azeite, coloque um raminho de alecrim em cada um e embale-os em alumínio. Ponha no forno médio e depois de 20' abra/volte para o forno até dourar.
Sirva com legumes e pão.


6. Pão com tomate
 Escolha um azeite temperado e use no lugar da manteiga, corte fatias de tomate fresco e bom lanche.





7. Azeites
A variedade é enorme - escolha o prensado a frio e com acidez abaixo de 1% - tempere-os com manjerona, pimenta, alecrim, limão, laranja, alho e etc...maravilhoso.




8. legumes dourados.
Corte brócoles, vagem, fatias mais finas de cenoura, palmitos, couve flôr, lascas de cebola e reserve (mais ou menos 2 pratos de sopa cheios dessa mistura). Numa frigideira acrescente alho amassado, 1 colher de sopa bem cheia de manteiga com sal e 4 colheres de sopa de azeite, deixe o alho dourar e coloque os legumes, não pare de mexer e tampe a panela. Abaixe o fogo e deixe que a água dos legumas desapareça. Cuidado para não queimar. Volte a mexer e pronto.

9. Talharim a manjerona
Cozinhe o talharim ao dente e faça o molho com tomates frecos, manjericão e manjerona, cebola e azeite. Refogue essa mistura e deixe que o tomate desmanche, junte o sal e coloque o talharim.

10. Fim de tarde
Cozinhe cebolas com cravos até ficarem desmanchando e cozidas, tempere com azeite, azeitonas pretas, fatias de pão e alho no forno ( separe dentes de alho, mas não os esmague nem tire a casca, mexa-os no azeite e ponha no forno com lascas grassas de pimentão vermelho e amarela) quando estiverem com as bordinhas negras estão prontos, esprema direto na boa...o gosto adocicado é divino.

11. Jantar de verão
Azeitonas pretas, queijo, cebolas, tomates e pepinos - acrescentamos por nossa conta melão. Tempere e tem aí uma refeição completa.








12. Sanduiche mediterrâneo
Faça um mix de folhas picadas finas e tempere com sal e azeite, acrescente tomates e um omelete simples.





 13. Vinho tinto ou suco de uva sem conservantes
 
”Toma conselhos com o vinho, mas toma decisões com a água.”

Benjamin Franklin
Uma boa taça de vinho na refeição, alegra o espírito, juda na anemia, reforça o ferro no organismo e contribui com a circlação. Moderação é ponto pacífico.

Homeopatas dos Pés Descalços e nossas
convidadas da Cozinha dos Vurdóns

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…