Pular para o conteúdo principal

PALLADIUM METALLICUM E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA

PALLADIUM - Palladium metallicum – Paládio.

 A FACE ADOECIDA DA VAIDADE .



É, parece que o brilho dessa personalidade deve receber polimento constante. Assim é Palladium, se não houver a aprovação de quem considera importante, o mundo se esvai. A vaidade é uma coisa boa em muitos aspectos, mas quando passa dos limites vira doença, isso é Palladium Metállicum.

Mais uma medicação que recebe atenção direcionada para as mulheres – a vaidade ao extremo faz parte dessa medicação e vaidade seguida de aprovação. Uma inteligência rápida, especialmente no que diz sentido a ferir como o corte de uma espada as pessoas que a ferem, respostas rápidas, brutas e afiadas.
Sucesso e estampas não faltam, sua personalidade é extremamente segura na frente dos outros ou em público. Dama de ferro? Talvez melhor fosse de Palladium. Possui um brilho todo especial em público ou na companhia de outros, entretanto quando está só, tudo se esvai e o cansaço é quase devastador. Definitivamente existe um desejo enorme de aprovação.
As ilusões que apresenta quando aos que os outros pensam dela, se transformam nas suas próprias atitudes em relação aos outros. Tem certeza que a depreciam, que a menosprezam, a diminuem, acredita que negligenciada, não apreciada e nem bem vinda, acaba por desenvolver esses sentimentos para com as outras pessoas, negligenciando, desdenhando, criticando as pessoas a sua volta.
Talvez uma das matérias ou personalidades que mais cobram aceitação dos outros.


Existe um desejo muito forte de ser aceita, de ser reconhecida, aprovada e elogiada. Vaidade, orgulho e arrogância, eis as batalhas internas de uma personalidade Palladium. Daí é um pulo para imaginarmos que se sentir ofendida é bastante rápido. Seu orgulho é ferido facilmente e pode facilmente também imaginar essas situações. De um não qualquer, virar o último não de sua vida. Claro que irritabilidade e impaciência fazem dessa personalidade uma boa personalidade para a dor de cabeça, em especial a que cruza de um ouvido ao outro. 

Muitos atribuem ao egocentrismo presente nessa personalidade as suas semelhanças com medicações como lachese, Lycopodium, platina e com pulsos de dolorimento por todo o corpo - Pulsatilla.

“Em condições ginecológicas dolorosas de mulheres nervosas que parecem firmes e fortes no público, especialmente na função social, mas depois o colapso - este remédio é muito útil. - Dr. Roberd Redfield.”

Essas condições ginecológicas podem ser: das regras que aparecem violentas (as metrorragias), como em Sil. e com dor no aleitamento, nas nevralgias que se seguem para os ombros, mas em especial atenção para o ovário direito, seguido de dor e inchaço.  As dores que penetram pelo umbigo e se espalham, cistos ovarianos como em Belladonna e Apis, devem ser vistos com cuidado, pela queda do útero, a dor no útero depois de defecar.

Platina complementa essa personalidade que segue em sua lateralidade direita. A dor ciática, a dor fina no mamilo direito que atravessa as costas ... isso é uma mulher de Palladium.
 Narciso - Caravaggio

A vaidade de Narciso se difere de Palladium porque para ele, apenas ele bastava,  Palladium precisa que alguém diga isso a ele.

Medo, talvez essa personalidade modifique seu medo por frustração de não ter sido aceita por quem realmente importa pra ela, por quem a opinião conta. Não tem medo da vaia, se de fato a opinião maior estiver a seu favor. Irá ficar arrasada com isso, mas a ilusão só acontece quando seus pilares balançam, portanto podemos dizer que Palladium coloca sua vida e sua obra na aprovação de outros, no fundo não possui as regras do certo e do errado, depende de aprovação, de ser elogiada e paparicada. Para quem gosta de exclusividade. Triste, mas comum, enfrenta uma batalha, mas sofre e morre se lhe negam uma flor.
Por muitos é chamado um remédio ovariano.

Homeopatas dos Pés Descalços

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…