Pular para o conteúdo principal

HELIOTROPIUM PERUVIANA


HELIOTROPIUM PERUVIANA



Bonita e vistosa, essa planta sempre chamou a atenção. Entretanto muitos dos seus encantos ficaram guardados. Declamada por muitos, essa raridade tem prestado um verdadeiro serviço a homeopatia e as mulheres.

È reconhecida como: Calmante, tônico, antiespasmódico dos nervos, calmante, sedativo, calmante e carminativa, emenagoga e aromática. 


Na medicina homeopática uma tintura de toda a planta fresca é usada para dor de garganta de pastor e deslocamento uterino. A dor de garganta de pastor é aquela que restringe a voz entre a rouquidão e a voz grossa. A dismenorréia membranosa e a queda do útero são pontos fortes dessa homeopatia, aplicada na 3ª, 5ª e na 6ª.
Entretanto é na descrição de suas qualidades, dentro das análises dos florais que ela surpreende e encanta. 


Florais de Minas




HELIOTROPIUM (HELIOTROPIUM PERUVIANUM) 


Suas indicações são para: 

* os estados temporários de angústia estrema e melancolia;
* para aquele indivíduo que se acha em completa escuridão interna,
* indivíduo no limite máximo de suas forças;
* quando há um desespero insuportável e a pessoa não enxerga nenhuma luz no fim do túnel, estando o futuro completamente ofuscado;
* estados existenciais mais negativos, em que há uma tremenda pressão interna para o parto de uma grande expansão de consciência;
* para as situações excepcionais, em que o indivíduo construiu uma grossa muralha entre a sua personalidade e o seu próprio pensamento, perdendo então a capacidade de sonhar e pensar no futuro;
* para os partos mais dolorosos da alma, onde o novo ser, bem mais luminoso, pressiona para nascer, mas está sendo inconscientemente impedido.


A personalidade decai em profundos buracos existenciais e normalmente é calada, angustiada, introvertida e cristalizada em certos padrões psíquicos de comportamento, os quais só podem ser quebrados dolorosamente.


* atenua os casos de angústia que eventualmente aparecem antes do falecimento da pessoa.

O Heliotrópium é considerado uma planta mágica, desde os tempos mais remotos. Trata-se de um arbusto da família das Borragináceas.


Com toda essa angústia interna, entendemos o porque da pressão e da tensão em várias partes do corpo. A pressão no esterno é tão alta que impede a respiração adequada, esse é um ponto alto da ansiedade e da angústia dessa matéria homeopática.




O escritor romano Plínio escreveu sobre esta planta, "Eu tenho falado muitas vezes da propriedade maravilhosa do heliotrópio, que se volta redonda com o sol, mesmo em um dia nublado, tão grande é o seu amor de que luminar. Mas à noite ele fecha a sua flor azul, como se de falta de seus raios. "
 
Assim, o heliotrópio excelentemente representa a atitude da alma fiel em direção a Vontade de Deus, que é representado pelo sol. Este dom deve sempre ser contemplada por nós com olho fixo e inflexível, em qualquer direção que seu curso pode dobrar, e uma coisa que devemos sempre resolver em nossa mente: "Como isso agrada a Deus, então ele me agradar A vontade de. Só Deus é para mim a regra de vida e morte. Como aprouve ao Senhor assim será feito. Bendito seja o Nome do Senhor. " " Agora, de fato, nosso sol está escondido por uma nuvem, mas logo ele vai mostrar o seu rosto brilhante através desta névoa de tristeza. Olhe para o curso dos séculos, e ver como diversas coisas acabam! Extraído da Parte II, Capítulo II [ heliotropium7.htm ]


HOMEOPATAS DOS PÉS DESCALÇOS
 

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…