Introdução a Susceptibilidade, Temperamento e Constituição

Introdução a Susceptibilidade, Temperamento e Constituição

Matéria cedida por Elisa Maciel Costa

Poderíamos começar por uma pergunta bastante simples: o que é o indivíduo para a homeopatia? 

Não podemos considerar os indivíduos como a soma de vários órgãos que são identificados como iguais de forma anatômica e fisiológica. Nós, os seres humanos e todas as criaturas e criações que conhecemos não somos iguais, somos parecidos fisicamente, temos semelhanças genéticas, nascemos com números certos: 2 pulmões, 1 fígado que pode diminuir e cresce de novo, 1 coração que as vezes é preciso trocar (e graças a Deus isso já existe), enfim, a anatomia explica bem isso e às vezes nos parecemos emocionalmente, entretanto, cada pedacinho de nós, mesmo que construído ou formado no mesmo ambiente familiar é único. Este é um direito respeitado pela homeopatia, o direito a diferença. Podemos dizer que somos diferentes na similitude e é exatamente isso que nos permite sermos “únicos” e complementares uns aos outros e assim vivermos juntos. 

Esta diferença deveria ser reconhecida no homem sadio, entretanto é mais importante achá-la no doente. Popularmente se diz: quando a coisa aperta é que sabemos quem é quem. Esse é o alvo: distinguir as Susceptibilidades e as constituições que nos diferenciam e que sem elas não existiríamos.
Levar em conta o indivíduo, não apenas no seu corpo físico (sua constituição física), mas também o conjunto de suas reações intelectuais, morais, emocionais e suas relações com o meio ambiente. Sendo assim podemos afirmar que todos nós reagimos de modo diferente a uma agressão moral, à dor, ao vírus, a um micróbio ou bactéria, a um alérgeno e ao próprio envelhecimento e que isso é um fator de primeira grandeza para entendermos a susceptibilidade. 

Baseado neste raciocínio toda a doença é individual. O que importa no doente é a sua particular totalidade de sintomas e não apenas aqueles selecionados para satisfazer os diagnósticos rotulados.

Portanto os sintomas são em parte exteriores ao doente e em sua grande maioria interiores e dependem de sua sensibilidade ou susceptibilidade pessoal. Desta forma podemos observar a importância dos sintomas notáveis, singulares, característicos, típicos da sensibilidade do doente, únicos como diria Hannhemann. Ao contrário dos sintomas banais como a dor, a fadiga, a falta de apetite, a insônia que são considerados sintomas gerais e comuns a essa massa de criaturas e criação. 

Todos nós temos uma unidade e uma diversidade desde o nascimento até a morte. Portanto teremos a doença que podemos e não a que queremos ter.

A reação de adaptação que um indivíduo sadio ou doente pode ter, pode ser prevista graças ao conhecimento de um certo número de fatores, que devidamente acompanhados já podem favorecer o ajuste perfeito do remédio homeopático, isso poderia ser chamado de prevenção e acompanhamento familiar: a morfologia, o temperamento, a constituição e a identificação dos miasmas”.  Drª Ana Clélia Mattos. 

A seguir apresento um texto em tabelas que me ajudaram muito a estudar o assunto nos meus primeiros anos de estudo, então tomei a liberdade de incluí-las por acreditar que podem ajudar um pouquinho.

Tabela 1: As constituições margeiam um indivíduo, contam sua história familiar, entretanto não o individualizarão e sim irá colocá-lo num padrão familiar, similar e semelhante.


Das constituições:

A constituição é imutável a vida e é regida pela nossa herança genética. É o fundamento fixo ao redor do qual se constrói o indivíduo.


Constituição Carbônica:

*Indivíduo robusto, sólido, rígido, dentes brancos e bem implantados.

*Gestos lentos, claros e precisos.

*Comportamento corajoso, perseverante, enérgico, brutal.

*Respeitoso da ordem estabelecida, tem horror de mudança, grande poder de trabalho, não volta atrás em suas decisões.

*Principais doenças que afetam esta constituição são: diabetes, gota, hipertensão, obesidade.

Constituição Fosfórica:

*Indivíduo com poucos músculos, atitude flexível, indolente, elegante, mãos finas e longas, dentes escuros e cariados.

*Gestos: distintos, expressivos, graciosos, mas sem energia.

*Comportamento: sensível, se abate com facilidade, imaginativo, sonhador, artista.

*Desejo de ternura e sempre em busca de um ideal. Faz numerosos projetos, mas raramente os realiza. Medo de sair, de adoecer. Não tolera injustiça e nem o que é feio.

*Principais doenças que afetam esta constituição: enxaquecas,
Afecções respiratórias,
Crise de fígado,
Grande sensibilidade a dor e depressão.

Constituição Fluórica:

*Indivíduo com má postura, deformações do esqueleto, distensão ligamentar, dentes amarelos, mal implantados.

*Os gestos são desajeitados, ineficazes, desordenados, excessivos.

*Comportamento instável, incapaz de ficar imóvel. Decisões bruscas e irrefletidas, falta de perseverança, orgulho, ciúme, violência.

*Capaz do melhor e do pior. Muito sensível a questões de dinheiro.

*Principais doenças:
Afecções circulatórias, infarto, anginas, desequilíbrio psíquico.
Problemas de esqueleto.


Tabela 2: O temperamento identifica a reação perante a vida. O temperamento básico (ou gênio) continua presente a vida toda. (mas pode sofrer algumas modificações com o passar dos anos, principalmente quando ele próprio entende seu universo).
 
TEMPERAMENTOS

*Temperamento linfático:
*O linfático ou digestivo, é frio e úmido.
É de estatura baixa, um tanto corpulento, de linhas gerais redondas e de pele pálida. É um fraco hiperexcitável. Muito interessado em alimentação, ele gosta principalmente de carboidratos e laticínios.
*Ele terá assim desde 2 anos, fixado seu destino, nada poderá fazê-lo emagrecer. Inclinado a diabetes e litíase renal. Tem suores abundantes e reações lentas. É capaz de fazer esforços lentos, porém muito prolongados. Agrava pela umidade.
*Seus medicamentos básicos são:
*Calcarea carbônica,
*Kalium carbonicum, Natrum sulphurico
*Temperamento sanguíneo:
*Sanguíneo ou respiratório é quente e úmido.
Ele é muito mais maciço, mais carnudo. Seu porte é médio, seu comportamento é dinâmico e ativo. É combativo, impetuoso, apaixonado. Gosta de falar e contar o que fez durante o dia. Gosta de carne e das bebidas fortes. Ele é capaz de fazer esforços breves, porém repetidos, sem se cansar. Tem ambição, autoridade e prestígio junto às multidões. Sua saúde às vezes é mais ameaçada do que parece ser. Seus pontos fracos são o coração e a circulação. O excesso de vitalidade pode levá-lo ao infarto, à hipertensão arterial, insuficiência cardiorenal.
*Seus medicamentos básicos são:
*Nux vômica, Sulphur, Aurum metálico
*Temperamento bilioso:
*bilioso ou muscular,
*é quente e seco.
*É um longilíneo sério, aplicado, um espírito brilhante, sempre alerta, mais teórico do que realizador. Tem grandes desejos, grandes projetos, porém tem dificuldade em realizá-los. Ele sente muito as afrontas e as injustiças e se aborrece com facilidade. *Gosta do trabalho, mas tem pouca resistência à fadiga e sua sede de viver é em geral desproporcionada. Não suporta uma noite sem sono. Seus pontos fracos são o fígado, a coluna vertebral e o aparelho respiratório.
* Seus medicamentos são Lycopodium, Natrum muriático, Phosphorus.

*Temperamento nervoso:
*Nervoso ou rancoroso, frio e seco.
É em geral num indivíduo magro , de tórax estreito, retraído, cuja atitude geral é vergada. Espírito analítico, muito reticente, muito emotivo, porém voltado para si mesmo. Ele se cansa depressa, porém vive nos nervos. Tem pouca resistência e emagrece desde que esteja doente. É muito sensível a doenças e a insônia.
*São ansiosos, suportam mal o revés, os incompreendidos. Seus pontos fracos são o sistema nervoso, a pele e os órgãos do sentido. São ameaçados pela desmineralização, depressão, espasmos e ptoses.
*seus medicamentos são Arsenicum álbum, Silicea, Causticum


Tabela 3: Miasmas - É o comportamento geral do indivíduo, um conjunto de tendências, uma predisposição geral hereditária. 

          PSORA - Sinônimo de luta, grande resistência a doença. Alternância de e periodicidades dos episódios mórbidos. Predominância das funções digestivas, congestão arterial. Melhora pelas eliminações Predomínio de exoneração pela pele.

          SICOSE - Síndrome do prejuízo, comportamento passivo, lento. Retenção tóxica, formação tumoral, tendência obsessiva. Forma nódulos , cistos.

          SIFILINISMO - Síndrome de instabilidade, ansiedade permanente, tendência a ulcerações e indurações, agravação noturna.

          TUBERCULINISMO - Síndrome de esgotamento, imprecisão de sintomas, cansaço, predominância das funções respiratórias, desmineralização. Doenças catarrais, com muita secreção, mucosidades.


Tabela 4: MORFOLOGIA - A forma de um indivíduo exteriorizar o seu funcionamento e suas fragilidades. Expressões físicas. Darei um breve exemplo do formato do rosto.

Rosto quadrado
São musculares, sanguíneos, ativos. Eles passam imediatamente do pensamento à ação. Têm necessidade de dominar e manifestar, às vezes com violência, a sua autoridade. São em geral militares, soldados, agentes de segurança, homens de ação. Astrologicamente o tipo de Marte e homeopaticamente pensa-se em Aconitum ou em Aurum metálico.
Rosto longo
São intelectuais discretos, em geral solitários e tristes. Eles têm poucas aptidões físicas, porém são hipersensíveis, e em geral rancorosos. Astrologicamente são tipos de Saturno. Homeopaticamente pensa-se em Phosphorus ou em Plumbum.

Rostos triangulares
São os rostos da criação e criativos. Têm concepções originais, ousadas. Gostam de movimento, do comércio, das trocas de idéias e das discussões. São em geral inconstantes. Astrologicamente são do tipo Mercúrio. Homeopaticamente pensa-se em Mercurius ou em Argentum nitricum.

Rosto redondo
São os otimistas, sempre alegres e de bom humor. Gostam de boa mesa e de todos os prazeres da vida. São generosos e simpáticos. Astrologicamente são tipos Júpiter. Homeopaticamente pensa-se em Sulphur ou em Calcarea carbônica.
Rosto oval
Os suaves, os fracos, os linfáticos. Eles tentam convencer pela persuasão e não pela força. Usam e abusam do seu poder de sedução. São os artistas, os diplomatas e não realizadores. Astrologicamente são os tipos Vênus. Homeopaticamente pensa-se em Pulsatilla ou em Ferrum.

Enfim, o que nos diferencia? Se não um conjunto de pequenos e múltiplos detalhes. Quando sofremos por algo, podemos dizer que sabemos o que é aquilo, pois passamos por ele, somos entoa agrupados por ele, somos unidos e parecidos. Estamos todos sujeitos a tantas variáveis, a tantas influências físicas, psicológicas, mentais e ambientais que provavelmente tenhamos deixado de nos ver. O aspecto morfológico, apesar de interessantíssimo generaliza por 5 tipos de rosto por exemplo. O que é essa observação diante da descoberta do miasma específico? Nada? Errado. 
Qualquer manifestação que respeite a observação é válida e ajuda. O risco é medicarmos por questão lógica, o pai é hipertenso, a mãe também é. Acabamos por dar uma tendência doentia ao filho. Sinais são sempre vem vindos.
Temos caminhos a seguir e sem sombra de dúvida tanto a susceptibilidade e as constituições vem a acrescentar de forma esclarecedora quando bem observadas, de acordo com o momento em questão, com o tempo que se tem, com o material que se possui e com o maior de todos os dons, o respeito à individualidade humana.

Homeopatas dos Pés Descalços

Comentários

  1. Na dolescencia fiquei roliça, gorda e nunca mais emagreci, quando criança era muito magrinha, quase raquítica, apesar de bem alimentada. Gostaria de emagrecer, penso muito em comida, não como demais, mas como muitas vezes ao dia. Tenho excesso de gordura abdminal e adoro doces. Qual o melhor homeopatico para conseguir emagrecer? Obrigada, Jaque

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jaque, nos dicas são:

      1. comece já a fazer algum exercício físico, quem gosta de comida, normalmente é alegre, que tal dança?
      2. a noite, prefira sucos, vitaminas, torradas e sanduiches mais magros, sem tanto molho e aproveite o frio e faça maça e pera assada, com mel e canela.
      3. lecitina de soja - 3 capsulas ao dia após as refeições é de grande valia, pode ser antes também.
      4.os 10 primeiros dias são chatos, resista e esqueça coca cola e guaraná, prefira sucos naturais e doces feitos de fruta prensada, sem açucar, deixe isso pro fim de semana, vai notar a diferença.
      5.sem força de vontade, nada feito, se esforce.
      6. sua constituição deve ser de pessoa magra, então voce deve ter tomado muito remédio quando era criança, escolhas chás e tome em pelo ao menos 2 x ao dia.
      7. Leia calcárea carbónica e a fluórica, são bem diferentes e veja se vc se vê nelas.

      Floral: Oak e olive - 30 gts no café da manhã e 30 na hora de dormir. Por 30 dias, isso vai te acalmar.

      um abraço,

      a equipe.

      Excluir

Postar um comentário

A ÚNICA CONDUTA ACEITA PARA COMENTAR É A GENTILEZA.

Postagens mais visitadas deste blog

LYCOPODIUM CLAVATUM

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO