Amigos do Blog

Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 12 de maio de 2012

NÃO AO CRIME DE ÓDIO

 ODE AOS POETAS CIGANOS

Ode aos poetas ciganos
com suas palavras Transcrição de rima
para a urze eo campo de milho
da cevada e da videira

Ode aos lares improvisados ​​lá
onde o sol apareceu a cada dia
onde os coelhos e os dedaleiras
cumprimenta cada dia de primavera novo borne

Ode às rotas que viajaram
com as suas caravanas rebeldes
com a luz de Deus para guiá-los
com o destino a tomar a sua mão

Ode à terra que soprou lá
os salgueiros e carvalhos
as músicas que eles cantavam ao amanhecer
a natureza novo casacos

Ode à língua cigana
o folclore e os sonhos que disse
a adivinhação senhoras
a lâmpada permanece feito de ouro

Ode ao trabalho que é oferecido
do recinto de feiras e a poeira
as dores da alma sofreu muitos
o romance, a concupiscência

Ode aos seus encargos cansados
suas habilidades que foram reconhecidos em
as areias do tempo irá consolá-los
em Deus sabemos que eles confiam

Ode às suas intuições
sua sabedoria e suas alegrias
as crianças cheias de riso
os sonhos de menina e menino.

DIGA NÃO AO CRIME DE ÓDIO
A IGNORANCIA É UMA DAS MAIS GRAVES DOENÇAS
QUE ATINGEM O SER HUMANO.

LUTE CONTRA O ÓDIO
LUTE PELA SAÚDE DE PENSAMENTO.
LUTE PELA VIDA.

Homeopatas dos Pés Descalços
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquise por matéria específica