Pular para o conteúdo principal

GLONOINUM - NITROGLICERINA


Glonoinum


e  a explosão de sí mesmo.
PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS.

Congestões violentas e repentinas, sobretudo da cabeça, em especial devido ao calor do sol ou do fogo. Insolação. Ansiedade na região do coração. Dor de cabeça latejante e pulsátil, de natureza congestiva, com face vermelha, ardente e muito sensível. Pulsação rápida. Ciática com latejo e entorpecimento. Ondas de calor da menopausa.

Seu derivado faz jus a sua personalidade: Nitroglicerina pura, de primeira grandeza.
Quando alguém desavisado ou um marinheiro de primeira viajem resolve ler a parte física que é afetada ... pensa, isso é Belladonna. Não, não é, é Glonoinum.

Espera aí, a principal chamada pra Belladonna é a violência, o estouro, o nervoso violento das coisas, a face vermelha, o súbito violento não é isso?
Sim; e é exatamente por isso que sempre falamos em “Personalidades” e só mais tarde em sintomas físicos. Além desses; Lach, Meli, Puls, Sang, Sulph, Verat-v, compõem a lista dos parecidos. Se tiver paciência, esse é um bom exemplo das medicações que devem ser diferenciadas na hora de se chegar a uma conclusão. Entretanto Bell, Sulph. São medicações que o complementam.



Vamos a parte física para alem do que já encontramos com facilidade na literatura e está descrito logo acima: "VALE O APELITO DE EXPLOSIVA"

1. Congestões – realmente são violentas e repentinas, quando tudo parece estar bem.

2. Congestão fácil, cheia de suor, de vermelha vai se tornando mais intensa até chagar na coloração roxa.

*congestão cerebral associadas a convulsões violentas. A sensação é de que seu cérebro está crescendo e que sua cabeça fica cada vez menor.

3. O pulso é rápido e acelerado e isso realmente dá pra se notar, é a chamada ansiedade a olhos vistos. Parece que todo o corpo pulsa (isso nos lembra Pulsatilla), lateja ouvidos, cabeça, sempre devido a congestões.

*nevralgias pulsantes e latejantes com convulsões, na região do ciático.

4. Insolação – para todos os seus efeitos, inclusive levando a congestões da cabeça por causa de calor excessivo. Esse foco de calor pode ser também de luz artificial.

*os bafos de calor da menopausa podem entrar aqui.

5. o vinho esquenta o corpo, talvez por isso, tenha congestão com uvas e não possa beber vinho, um gole e já passa mal.


E como pensa essa bomba ambulante? Assim mesmo, repentinamente e em estados de fuga. Claro que sim, pense sentir uma dor que te tira do foco, que te faz pulsar como se fosse maior do que a caixa do seu corpo, Glonoinum se pudesse pular a janela e fugir no meio da dor de abeca o faria.
O tempo costuma não passar depressa pra quem tem dor e para essa personalidade não é diferente. O tempo passa lentamente, não se esvai, passa, há uma grande diferença, não há aqui uma sensação de perda de tempo, e sim de vagareza.

Existe uma confusão mental e não embotamento cerebral. A congestão se segue ao estado de confusão. Não sabe onde está, não pode definir o local, fica perdido mesmo que já conheça bem onde está.

Tem medo de apoplexia – referencia usado pelos grandes homeopatas ao longo dos anos. [Apoplexia é uma afecção cerebral que surge inesperadamente, acompanhada da privação do uso dos sentidos e/ou da suspensão dos movimentos; em outras palavras, serve como designação genérica para afecções produzidas pela formação rápida de um derrame sanguíneo ou acidente oclusivo no interior de um órgão. Os sintomas e sinais podem variar desde uma simples cefaléia até um quadro mais grave, podendo levar à morte. A designação apoplexia está atualmente em desuso, sendo substituída, mais corretamente, pela designação "acidente vascular cerebral". O acidente vascular cerebral pode, por sua vez, ser hemorrágico ou isquêmico. Hemorrágico quando há uma ruptura de um vaso cerebral com extravasamento de sangue. Isquêmico quando há obstrução total ou parcial de uma artéria cerebral por placas ou trombos.] observar bem no período na menopausa. Ela tem medo que algo ruim aconteça com seu cérebro, especialmente nos estados de dor de cabeça, que são rápidas e violentas, essa sensação acompanha o Glonoinum, o medo de um derrame.

Uma observação que vale a pena constar aqui é a de que essa personalidade se sente como se inalasse fumaça, ela acorda assim, ela não vê nada coberto por nuvens ou o ambiente tomado por névoa, ela respira assim. 

Assim sendo eis uma medicação que não sente grandes pressões externas, o sol e o calor são seus agressores, inimigos mesmo. É como se eles ativassem algo interno, uma dor, uma violência, uma congestão. E não explode com os outros, não destila raiva, Glonoinum explode por dentro, nitroglicerina pura.
Uma advertência que vale a pena ser feita. Glonoinum não deve ser usada em diluições abaixo de 5ª – podem produzir agravações. (Boerix) Dosagem de segurança – na Ch 7 (HpD).


Uma dica  é o livro de Andreas Krüger.
















Homeopatas dos Pés Descalços

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…