Pular para o conteúdo principal

ANACARDIUM, UM OLHAR HOMEOPÁTICO PARA A ESQUIZOFRENIA.

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS - ANACARDIUM, ENTRE O ANJO E O DEMÓNIO.

Sinopse

A vingança é um prato que se come frio! Nesse thriller de tirar o fôlego é isso o que acontece quando, após a morte de sua mulher, o marido descobre que foi traído. Ele trama vingar a morte da esposa em seu suspeito nº 1º: o amante!

Informações Técnicas:
Título no Brasil:  A Hora da Vingança
Título Original:  Anacardium
País de Origem:  EUA
Gênero:  Suspense
Tempo de Duração: 94 minutos
Ano de Lançamento:  2001
Site Oficial: www.interfilmes.com
Estúdio/Distrib.:  DAYLIGHT
Direção:  Scott Thomas

O Anacardium está cada vez mais presente na sociedade de hoje, escondido e muitas vezes passando por estranho, vingativo e rancoroso, podemos identificá-lo como o “rei dos covardes”, fruto incontestável da dualidade e da agressão física, esse indivíduo é posto a prova todos os minutos da sua vida. Como na fruta (o caju), o Anacardium apresenta uma castanha dura e rica na alimentação, transmitindo força, graça e vitalidade, pequena em tamanha e rica em benefícios, ela pode prolongar a vida por ser rica em selênio, entretanto seu fruto de uma cor estonteante de bonita e marcante contém uma nódoa que mancha suas roupas para sempre.  

Anacardium tem certeza de que é dois, de que tem dupla forma de personalidade.

 
A personalidade de Anacardium é a do indivíduo que diz: quando estivermos a SÓS nos conversamos ou então: em casa NÓS conversaremos e vamos acertar as contas (ambas as frases representam quase 80% das frases repetidas por mulheres, vítimas de violência doméstica – Lei Maria da Penha/Brasil). Ao complementar seus depoimentos, elas dizem em seguida que se estivessem acompanhadas de um familiar do sexo masculino isso não aconteceria.
A mente de um Anacardium possui uma divisão interna bastante clara e bem definida, se localiza entre o anjo e o demônio, possui uma grande confusão com sofrimento intenso (a mãe que espanca o filho e vai pagar penitência na igreja).
Vijinovisky define como contradição mental com separações em diversos níveis.

Primeiro tipo:
Quando não esconde sua personalidade e se mostra bastante cruel;

Segundo tipo:
Quando se apresenta desesperado por ajuda, suplica por ela. Dá a impressão de que desamparado e necessitado de ajuda.

Tudo começa com a famosa falta de confiança, num nível bem elevado. Tem certeza de que é inferior. Não consegue tomar resoluções acerca da própria vida. Nesse embalo de sentimentos ele apresenta uma dureza emocional – não confundir com Bar-c: fraqueza.
Sempre reclama de humilhações, que muitas vezes não chegam a acontecer. Tem que provar que dá conta, que pode, pois sempre está se colocando em situações na qual acredita estar dominado e reprimido.
Situação de abuso sexual de crianças (RS).
Numa segunda situação sua memória começa a enfraquecer e junto com a perda vem o sentimento de que tudo dará errado. Insegurança, temor, desconfiança e apreensão pelo futuro. Perde o controle e tem medo da loucura.
Extremamente irritado é propenso a ataques de cólera. Tudo é visto pelo lado mau.
Pessoas ruins, crianças malévolas.

Numa próxima fase, todas as pessoas são suas inimigas, rancoroso, ele se torna cruel e duro. Não tem mais o sentimento de amor e carinho, detesta todas as pessoas e qualquer companhia, desconfia e afasta estranhos. Assim nasce o sentimento de ódio. Nos religiosos tem a necessidade de blasfemar e perdem o amor. Xingam como Nux Vômica, Hyos e Nit-ac. Perdem o senso de moral.
Ainda é capaz de apresentar tanto a inferioridade quanto a crueldade. A gentileza e suavidade no momento do consolo (staph), mais odeia tudo isso.
Crianças que cometem crueldade com animais (ver Medhorinum).

Num último estágio já está instalada a *Esquizofrenia. Já se sente perseguido o tempo todo por inimigos. Acredita que está em um sonho. Acredita ser duas pessoas.
Se sente metade homem e metade anjo.

Classicamente falando o complexo de inferioridade é notório, por isso a falta de confiança em si mesmo, entretanto ele esconde sua real condição.
A depressão é profunda e precisa-se de uma boa conversa investigativa para definir e enfim descobrir um Anacardium.
O ANACARDIUM E SUA DUALIDADE

TIPO ANJO
TIPO DEMÔNIO
Carinhoso em público
Cruel
Confiante
Desamparado
Equilibrado
Desesperado
Auto suficiente
Necessitado
O bem em pessoa
O diabo em forma de gente

O Anacardium precisa provar pra si mesmo que ele é possível e que ele não é inferior a ninguém, sempre está sendo humilhado e qualquer coisa tem o poder de ofendê-lo e todas as situações são de opressão contra ele.
Vários autores fazem referencia ao abuso sexual de crianças (RS) e Hahnemann fazia referencia a crianças malévolas.
Estudantes que pressionam a si mesmos para agradar aos pais (contra a vontade deles) e possuem intenso medo do fracasso.
Palavras como: desconfiança do futuro e de todos, apreensão, ansiedade e medo do futuro e da loucura, são estados clássicos e notórios.
Como tudo ele leva para o lado mau, sua irritabilidade pode alcançar a perda do auto-controle, com ataques de cólera.
Quando se agrava esse estado, o Anacardium se torna tão cruel e duro, que o ódio e o rancor tomam conta de toda a sua estrutura de vida, procurando a solidão e o afastamento. O sentimento de amor desaparece e a falta de sensibilidade ocupa um espaço maior.

O “Epistema-Paradigma” Freud:O Acontecimento da Psicanálise
Os sonhos do Anacardium retratam a dualidade em visões de anjos e demônios numa só pessoa, asas de anjo e pés de bodes, sua lateralidade se torna mais evidente, o lado direito eleva e o esquerdo oprime.
O estado esquizofrênico demonstra claramente a sensação de uma conspiração e perseguição muito forte e o total descontrole sobre isso. Todos o perseguem, todos o odeiam. O sentimento ambíguo de religiosidade desaparece e leve tende a se tornar um agressor de Deus, a blasfêmia e se entrega a total falta de sentimentos. Aparenta ser muito gentil e suave, quando consolado (Staph).
Fisicamente o paciente melhora comendo, entretanto sente um tampão interno e constante em qualquer parte do corpo. O Anacardium não possui muita matéria para ser identificado pelo quadro físico, podendo ser facilmente confundido.

A identificação física pode se dar a queixas e reclamações muito específicas do Anacardium. Abaixo se segue um quadro de exemplos específicos:

Melhora
Comendo, suspirando e se movendo lentamente dando a idéia de desalento.
Piora
Muito com o frio e após 2 ou 3 horas depois de ter se alimentado.
Dor
Com opressão no esforço mental, seguida de dispepsia, opressiva também na coxa, dor rítmica.
Estomago
Dispepsia.
Intestino
Constipação com urgência ineficaz (dif. De Nux).
Extremidades
Segundo Kent – sente os pés amarrados.
LSD
Uso de drogas – (VG), ouvem vozes e cores e vêem as músicas, experiências fora do corpo.
Sensação constante
De fraqueza e falta de força. De uma faixa em torno de qualquer parte do corpo, como que o impedindo de agir. (Plat. mais difuso, Tub. anel de ferro na cabeça, Cact. dolorosa como arame, Sulph.em torno da cabeça)
Sono
Sendo perseguido e humilhado, com fracassos e sempre num contexto caótico.
Sonhos
-  Sonhos: vívidos, de assassinato, sendo perseguido, ansiosos, de fogo, de corpos mortos.
Seus diferenciais: Stap, Cham, Bar-c, Nux Vômica                                            
Seus complementares são: Lyc, Nux Vômica, Pulsatilla, Platina

O Anacardium quando criança é mais fácil de tratar, desde que seu lar e sua estrutura familiar estejam voltadas para isso. O adolescente ainda poderá encontrar apoio modificando através de convivência diferenciada e estímulos constantes, como valorização e sucesso pessoal e familiar. Em adulto esse quadro é bastante complicado e tende a piorar na velhice. Penso que o Anacardium é sem dúvida alguma um caso a ser observado mais de perto quando criança e na sua fase de construção agir de modo a modificar estruturas. (respeitando todas as outras situações). Ganha muito a Psiquiatria que estuda esse medicamento, obtendo uma ajuda num campo de tamanho sofrimento. A personalidade de Anacardium atinge tanto homens quanto mulheres.
 Homeopatas dos Pés Descalços

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…