Pular para o conteúdo principal

AS DOENÇAS DO SÉCULO - ANTIDEPRESSIVOS VEGETAIS, HOMEOPÁTICOS E NATURAIS

Homeopatia Vegetal[1]:

Dentro da assim chamada Homeopatia Vegetal, existe uma colocação de BERGERET e TÉTAU (1999) que trata dos: 
Antidepressivos Vegetais. 
Colocações como: fenômenos depressivos dominando o quadro clínico. A astenia (fadiga), dor moral, idéias melancólicas, são observadas com constância no cotidiano dos idosos – mortes de amigos e parentes são comuns, solidão e angústia, tristeza e melancolia, medo do desconhecido e da morte. 

Não existe o hábito de acompanhamento psicoterápico no caso de pessoas de maior idade, isso é uma pena, pois infelizmente o acesso a um tratamento mais completo se torna menos possível ainda. Cabe ao homeopata consciente uma busca inteligente e sensível, também no campo da homeopatia vegetal.
Seus principais indicativos são:

Ficus broto – (D1) – estados neuróticos depressivos, afecções psicossomáticas. “Ação eletiva sobre o eixo corticodiencefálico”. Uso de 50 a 150 gts ao dia.
Bétula Verrucosa macerato – (D1) – efeito corticoestimulante, útil para a intelectualidade, estudantes estafados. Uso de 50 a 150 gts ao dia.
Eleutherococcus – (TM) – Antidepressivo. Uso de 50 gts ao dia por 2 messes e repouso equivalente ao período.
Coriandrum – (TM) – Antidepressivo masculino. Uso de 40 a 50 gts ao dia.
Calamintha – (TM) – Euforizante.
Thymus Vulgaris – (TM) – astenia.
Diante de um deprimido e/ou depressivo em lágrimas, BERGERET e TÉTAU (1999, p. 95) recomendam:
50 gts pela manhã de Eleutherococcus T.M;
100 gts à tarde de Bétula V. 1D;
100 gts de Fícus Broto M. 1D.


[1] BERGERET, Claude; TÉTAU, Max. Homeopatia Vegetal. São Paulo: Organização Andrei, 1999.

Antidepressivos Naturais:
Como é difícil falar sobre esse assunto. Primeiro que a depressão ainda está no meio do caminho, ou não a aceitamos ou  banalizamos.
A comida ajuda muito quando se está depressivo, alguns não perdem a fome nunca, é o que acontece com uma personalidade Arsenicum, por exemplo, mais quando chega a renegar comida, é muito sério, Nux Vômica come tanto que é difícil controlar, estado depressivo a caminho e assim por diante.

Alguns estados anêmicos também agravam a depressão, sendo assim, manter uma alimentação na medida do possível é super interessante.

No Brasil a Cajuína – 1 cálice ao dia, sucos de uva, morango e pêra são bons exemplos de sucos que podem ser consumidos e melhoram o estado corpóreo da depressão.
Não ter força pra nada e nem querer abrir o olho, sentir que levou uma surra de pau e que está todo quebrado também são situações comuns, por isso os sucos ricos em vitamina C ajudam, aliviam o corpo. Sucos com salsinha e hortelã são sempre bem vindos.
Comidas leves e coloridas ajudam também, menos pra Ignácia, uma mandioca ou um bom prato de feijões ou lentilhas vão resolver melhor essa situação. Tudo o que não der trabalho na digestão é uma dádiva. Em alguns casos a comida quentinha cai melhor, é a vez do caldo e da sopa.
Nas depressões ou estados depressivos onde se estala o frio na região dos rins, caldos de feijão ou lentilha caem bem, aqui a carne de porco reina, para a MTC ela eleva e mantém a energia desse meridiano.
Seguindo nessa linha as capsulas de lecitina de soja de 1g ou óleo de linhaça 1g, complementam o bem estar. Estômago leve, cabeça desobstruída. Neste caso, Avena Sativa CH 7 vem colaborar em especial no embotamento cerebral de regiões onde se tem muito contato com as uvas e dos bebedores compulsivos de vinho.
Nas anemias seguidas de tristeza e vice versa, o melhor é o bom e velho Vinho do Porto – Portugal/ 1 cálice na refeições.

No idosos o leite apesar de produzir muco, o que não é bom, pode ajudar e muito em alguns casos: Leite com cravo e canela ou leite com mastruz, ajuda a segurar a temperatura do corpo e combate as inflamações internas. (proibido pra grávidas). Leite quente com café – tem muito efeito psicológico, assim como o Leite com chocolate, dá uma sensação de aconchego – não podemos esquecer que o chocolate na quantidade certa é estímulo, produz uma sensação de bem estar, em excesso é um alerta “a depressão é doce”, já o café é estimulante e cafeína na medida certa é remédio. Leite quente com manteiga – nos estados de gripe e/ou muito muco preso na garganta. Aqui entra também o chá de limão escaldado e caramelizado.

1] 1 limão cortado em cruz e sem separar as bandas, coloque-o no fundo da caneca. Ferva água e dispense por cima, coloque um fio de mel e espere até que a casca do limão desbote. Retire ele da caneca e beba ainda quente e cama, nada de vento.
2] 1 limão cortado em cruz sem separar as bandas – reserve. Coloque numa panela alta 2 colheres de sopa de açúcar e deixe derreter até começar a escurecer, coloque o limão e exprema com uma colher alta, em seguida coloque 1 xícara de água e deixe ferver, retire o limão e tome. Nada de pegar vento.

O estado depressivo também é frio, portanto maça assada com mel e canela, pêra com mel e cravo, banana da terra cozida com açúcar e canela entram na lista dos heróis contra o estado depressivo.
O manjericão, a hortelã e o alecrim são famosos por alegrar a alma, coloque-os nos molhos, saladas, carnes e arroz. O açafrão da terra é considerado um dos maiores anti inflamatórios, faça uso deles em caldos, legumes e arroz.
Cebola, sal, alho e salsa – use-os, a pior coisa do mundo é comida sem gosto, triste, nada de comida de doente.

O alecrim vale em tintura ou na DH 1 – 50 gts ao dia e a folha de amora também tintura ou DH 1 – 50 gts antes das 18 Hs.

Os horários de 18:00 hs e 4:00 da madrugada são clássicos para os estados de depressão e ansiedade. Das 17:00 ás 18:00 hs, procure alguma coisa quentinha pra tomar e se comer, como algo com predominância salgada/proteína. Caso acorde ás 3:00 ou 4:00 hs da madrugada, tome um chá com calma e tente dormir, chás de maça, hortelã, hibisco fazem muito bem, essa é a hora em que o pensamento repetitivo acorda.

A melancolia costuma perturbar pela manhã, espante-a, tome um banho, coma uma fruta e algo bem quentinho, aqui os chás de flores e frutas ou que sejam ricos em vitamina C podem ajudar. A angústia parece rondar por volta do 12:00hs e das 24:00 hs, não coma nada angustiado, não desce e não digere, se estique primeiro, lave o rosto, desaperte a roupa e tire os sapatos, depois coma. A noite prefira um chá de erva cidreira, de funcho ou de camomila.

Os maiores problemas são: esquecer coisas ruins, se lembrar só que entristece, pensar repetitivamente na coisas, estar fisicamente exausto, não conseguir lidar com as perdas e mudanças e se sentir a ponto de estourar, ou seja, sobre carga. Existe uma fórmula de florais que gosto muito:

NOTA: 60ml de Vervaim, Walnut, Olive e Oak – 10 gts antes de dormir, 10 gts ao acordar e 10 gts as 16:00 hs. Não possui efeito colateral, não interfere em outras medicações e nem possui contra indicação. Particularmente prefiro a conservação alcoólica baixa, na faixa dos 10% e quando é tomada direto na língua, na forma sub lingual.
HOMEOPATAS DOS PÉS DESCALÇOS

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…