Pular para o conteúdo principal

BOTICA HOMEOPÁTICA: SERVE PRA QUE?

SERVE PRA QUE?

COMEÇA AQUI UMA PEQUENA SÉRIE, DIVIDIDA EM 4 PARTES: A PRIMEIRA PARTE TRATA DE AMEAÇA DE ABORTO, DA QUEIMAÇÃO E AZIA E DOS ABSCESSOS MAIS COMUNS.
A “Botica de emergência” , serve pra que? Nas urgências como um auxílio antes da consulta médica ou para adiantar um atendimento enquanto não se desloca para um consultório ou hospital. Não levamos ASS, Aspirina, relaxante muscular, Anti alérgico e outras coisinhas na bolsa de viagem? Bom, por aqui levamos Homeopatia.
Sugerimos que se façam as medicações em glóbulos e que estejam atentos que cada um deve ter seu remédio em particular, essa indicação é apenas em caso de emergência.
Urgências não são quadros de sintomas freqüentes. Cuide para ter uma avaliação segura nesses casos.


Lembre-se: persistindo os sintomas, o médico homeopata deverá ser consultado!

Para as mulheres grávidas com ameaça de aborto

Arnica CH 3: Quando a grávida sofre um traumatismo decorrente de algum fato e inicia o trabalho de parto. (acidente de carro, um tombo, surra, assalto e etc...)

Belladona CH 6: Quando dores fortes aparecem e desaparecem  rapidamente.

Para tratar abscessos – são formações purulentas que aparecem na superfície da pele ou na mucosa.

Hepar sulphur CH 6 : Este abscesso é doloroso e quente, a pessoa fica irritada, violenta com o aparecimento e hipersensível a dor, não permitindo que ninguém olhe ou toque. Deverá ocorrer uma supuração rápida. 

Calêndula CH6: Após a supuração de um abscesso usá-la para melhorar a secagem e o nervoso provocado por esse tipo de acometimento. Assim no uso tópico, diluímos 1 glóbulo em ½ copo de água tratada e lavamos o local.

Mercurius solubilis CH6: São abscesso que aparecem, incomodam e crescem muito a noite, chegando a provocar suores noturnos e muita sede. Demoram a supurar e parecem intumescidos. Quando supuram são em abundância.

Lachesis CH6: Aqui o abscesso é muito doloroso, e sua maior característica é a coloração azul avermelhado ou negro, o que fica fácil de notar em pessoas de pele clara. Na maioria das vezes existe uma fragilidade que leva a choro constante.

Silícea CH30: Esse medicamento trabalha em conjunto com Hepar sulphur e é um dos principais medicamentos de abscessos. Reduz a supuração constante, reabsorvem as endurações, promove expulsão de corpos estranhos.

Acidez estomacal ou queimação estomacalmá digestão:  

Nux vômica CH6: O mais famoso, após farta alimentação, essa é a medicação contra o excesso, aquele que provoca vômito e mal estar. Após refeições fartas fica briguento, de face vermelha e irritado.

Lycopodium CH6: Aqui ocorrem dores ardentes, sempre começam no meio da tarde e se prolongam até o início da noite - 16 às 20 horas. Irritação, intolerância e flatulência ocorrem mesmo com a ingestão de pouca quantidade de comida.

Sulphuris acidum CH6: Essa é a medicação da azia constante, seguida de acidez e aftas. Essas Aftas na boca podem vir com ulcerações azedas. Tanto via oral como para bochechos.

Arsenicum álbum CH6: As dores são ardentes, queimam  e produzem uma inquietação nos movimentos.  Não permanece parado em lugar algum. Sente sede de pequenos goles.


 HOMEOPATAS DOS PÉS DESCALÇOS

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…