Mostra Fotográfica AMSK/Brasil

Amigos do Blog

Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Um chá de erva-doce, canela e semente de mostarda para atletas.


Esse é um pedaço do Brasil possível, para pessoas normais, o cházinho está acordando as universidades federais e particulares, investindo em pesquisa com aplicabilidade no dia a dia.

Quando falamos em chá, todo mundo tem uma receita, o que muita gente não sabe e nem disconfia é que também pode dar errado. O mais seguro é não exagerar nunca, a matéria prima do chá, é comumente usado em medicamentos onde se retira o chamado extrato seco ou concentrado.
Conhecemos muitos e muitos já estão sendo utilizados de forma segura e eficaz. Castanha da India, em chá ou melhor ainda em capsulas de 500 mg cada, podem ser usadas com segurança na eficásia do tratamento para hemorroidas. As capsulas de folha de amora, também estão ajudando muitas mulheres no combate aos efeitos desagradáveis da menopausa. Agora é a vez dos atletas profissionais e de plantão, das mulheres que precisam de uma jornada pesada e de trabalho duro.

A pesquisa foi desenvolvida na Federal do Rio Grande do Norte, a UFRN - elas combatem o envelhecimento e os radicais livres. Ou seja são antioxidantes.

Normalmente os atletas de alto rendimento usam antiinflamatórios e suplementos para evitar dores e lesões. Então foi feita a pergunta? Seria possível substituir esses medicamentos por algo mais natural? Sendo assim um grupo de atletas que exige o máximo do metabolismo pôde testar os efeitos de um chá de especiarias em Natal, no Rio Grande do Norte.

Durante 60 dias, um grupo de dez atletas tomou o chá. Outros dez não tomaram e serviram de controle para a eficácia da pesquisa. E como já era de se esperar muitos ficaram desconfiados.

“A canela é uma das especiarias mais utilizadas no mundo inteiro. Ela tem alto poder conservante. Inclusive, na época das múmias do Egito, era usada como conservante”. É um chá simples e muito fácil de fazer.

O ponto ideal da água é quando começa a levantar bolhinhas. Você apaga e está no ponto de colocar na xícara. “Com a água pronta, colocamos o sache”.

Erva-doce, canela e semente de mostarda em porções iguais.

A dose diária é de uma colher de chá em uma xícara de água. Não adianta tomar um bule de chá. O necessário mesmo é uma xícara. A pesquisa mostrou que a maioria dos atletas teve uma redução do MDA, substância que causa lesões musculares e dores. O chá ajudou a diminuir a sensação de desgaste físico depois dos exercícios.
E se mistura é boa para quem se desgasta tanto, no caso dos atletas, então poderá também ser boa no dia-a-dia de qualquer pessoa.

“Por ter papel antioxidante e antiinflamatório, ele acaba sendo universal”. Onde processos inflamatórios estão presentes, como uma simples dor de cabeça ou mesmo uma cólica, ele pode vir a ter efeitos atenuantes, principalmente preventivos se a pessoa tiver o hábito de beber.
“Não há um alimento por si só capaz de reverter uma doença. Há um conjunto de fatores. Cabeça boa, corpo em movimento e uma pitadinha de sabor não fazem mal a ninguém - (Ana Vládia Moreira. Cientista em alimentos)
Matéria de Beatriz Castro Natal (RN)/Portal de Notícias “O Globo”
HOMEOPATAS DOS PÉS DESCALÇOS


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquise por matéria específica