Pular para o conteúdo principal

NÃO SE ESQUEÇA DE MIM - E A LENDA DOS MYOSOTIS AZUIS.



MYOSOTIS ARVENSIS
(Forget me not)


Suas flores são também habitualmente chamados não-me-esqueças.


São muitas as suas aplicabilidades, entretanto ela é simples, delicada e suave. Uma forte guerreira, uma pequena notável, capaz de resistir em terrenos áridos, manter a força e a perspectiva de vida focada.


Claro que isso traz consequência e é exatamente sobre isso que vamos falar. Figura fácil nos sistemas florais de quase todo o canto, ela também serve para encantar locais desertos, dar esperança a quem acha que tudo acabou.
Na homeopatia seu uso se dá através da Tintura mãe e podemos aplicar na sequência de DH com sucesso.

 Mas esse sucesso se diz relativo aos brônquios. Esse esqueleto ramificado de vida, que quando sente uma desilusão, inflama, envergonha-se e acaba por adoecer a todos.tudo que diz respeito as moléstias do aparelho respiratório pode ser empregada essa florzinha.




Nas tosses tísicas com suores abundantes a noite e que deixam o lado esquerdo do peito bem dolorido. Existe sempre o vômito ligado a expectoração e não a comida. Ou seja; você vomita catarro. Essa propriedade de ser valente, dá a essa florzinha a qualidade de resistir as inflamações que avançam numa tristeza sem fim. Fisicamente, o muco com pus e a bronquite fétida são o alvo dessa delicada e brava medicação.



Conta à lenda alemã que: um cavaleiro tenta alcançar a flor para oferecê-la a sua amada por causa do peso da armadura ele caiu no rio e afogou-se. Outra lenda diz que Adão ainda no Éden ao dar nomes às várias flores do jardim esqueceu o nome do miosótis. Também está associado à lenda persa segundo a qual um anjo foi expulso d paraíso por ter se apaixonado por uma mortal e como penitência recebeu a tarefa de semear o miosótis por toda Terra, cumprida a tarefa pôde encontrar a amada, tornou-se imortal e viveram em paz no Paraíso Desde os remotos tempos esta flor transmite a mensagem “ama-se não se esqueças de mim” talvez por isto é uma flor preferida dos poetas românticos.



 Como fitoterápico esta flor é rica em potássio, anti-inflamatório, tônica e sedativa. Tem sua utilização interna e externamente. Pode-se fazer ela em álcool e depois colocar em machucaduras externas, mas que não estejam abertas.


Como essência floral, temos no Sistema da Califórnia ou mais conhecido como Florais Californianos: a essência floral Forget-me-not feita com a espécie Myosotis sylvatica é indicada para os casos de melancolia, nostalgia, saudade, pessimismo, sensação de abandono e isolamento. Aquele tipo de tristeza que perdura inabalável. Para pessoas que perderam um ente querido. O Forget-me-not é um guia em direção a um amor maior pela família humana e a maior compreensão da profundidade e beleza dos relacionamentos.
No Sistema Francês a essência floral Myosotis é feita com a espécie Myosotis sylvatica por sua simplicidade e suavidade, além de ser uma flor muito querida pelas crianças, remete ao sentimento de inocência assim, como essência floral estimula a inocência da criança, relaxa tensões e religa o indivíduo a simplicidade. Costuma ser indicada para sonos com sonhos agitados e com pesadelo.  Nas tensões reprimidas, nos sofrimentos longos; ela ajuda em nas  relações familiares. Indicada aos praticantes de meditação e yoga. Inclusive pintadas em telas e louças de serviços.


No sistema do Alaska a essência floral Forget-me-not é feita com a espécie Myosotis alpestris indicada para pessoas com dificuldade de acessar a espiritualidade, conexões bloqueadas por medo subconscientes, culpas por experiências e ações do passado bem como nos casos de falta de respeito consigo e com o próximo. Esta essência cura sentimento de afastamento de nossa verdadeira identidade. Já li em algum lugar, que muitos estudos foram feitos com tribos da região. A ancestralidade e a relação de sobrevivência é muito alta em regiões afastadas e distantes.
No Brasil temos no Sistema de Minas, a essência Floral Myosotis indicada para aqueles que viveram uma experiência traumática de perda de ente querido e não conseguem se recuperar após esta ausência. Também, para aqueles que sustentam forte ligação com pessoas falecidas. Para os bebês rejeitados por parte dos pais e na depressão pós-parto. Favorece a aceitação mútua, consola, harmoniza despedidas, chegadas, períodos da vida. É uma florzinha simples e singela, isso define inclusive o povo mineiro. A ligação que existe também e os campos altos que servem de alívio e de consolo para a nostalgia.

Assim sendo, mesmo na montanhas do Alasca, em Minas Gerais, em terras áridas e deserticas dos USA, ela está lá, uma amiga, quieta, delicada e meiga. Uma brava guerreira, que luta para não esquecer.

Homeopatas dos Pés Descalços

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…