Pular para o conteúdo principal

TENDÊNCIAS EMOCIONAIS DO INDIVÍDUO/PARTE I

Não é novidade pra   ninguém que   somos fãs   do   Dr. Nilo Cairo. Seguindo  uma   linha   respeitosa e dinâmica dentro da homeopatia clássica, esse médico no   qual não   tivemos a     possibilidade    de conhecer pessoalmente   deixa   pequenos    tesouros    e    grandes observações   em seus   escritos, estes    por sua   vez,   compilados, revistos  e   aumentados pelo    Dr    Brickmann (Guia de Medicina Homeopática – pg. 1018/1019).
Às vezes, estamos diante de um impasse  na escolha da   medicação certa, aquela que abrirá as portas para a  melhoria  da  qualidade de vida do indivíduo; e é aí que achamos essas observações,  itens que não devem ser a única forma de diferenciar uma medicação/personalidade, mas que serve para fazer aquele link que falta.

Neste entendimento e seguindo esse pensamento de ajuda premente em casos que devam ser levados em    considerações    detalhes   de suma importância para a   definição   da melhor   homeopatia  a  ser aplicada; é que fazemos as observações que se seguem:

“A alma é uma função do cérebro (o profº Nilo Cairo era positivista – justificando assim a observação feita por ele sobre a alma) e assim como se curam as várias perturbações das outras funções   do corpo, assim também podem ser curadas as perturbações  para mais ou para menos dos nossos instintos, do nosso espírito e  das   nossas qualidades de caráter.”

Eis um exemplo na prática;

Todo indivíduo é dotado de vaidade, como  todo  o   fígado        de secreção biliar, mais quando essa vaidade ou essa secreção biliar e excedem, tornam-se estados mórbidos que devem   ser      curados, então o Chelidonium ou a Bryônia podem resolver o problema  da secreção e dominar o fígado como o   Palladium   pode   trazer    a vaidade aos seus justos limites.

*Acanhamento: Anacardium. Or, Ambra e Gelsemium.
*Orgulhoso e arrogante: Platina,
*Vingativo e rancoroso: Chamomilla, Sépia, Nitri acid., Nux Vômica e Cocculus. Aqui acrescentamos Conium a ser observado.
*Perverso: Belladonna e Cocculus.
*Espírito de crueldade, violência e desumanidade: Platina, Stramonium, Veratrum Album, Belladonna, Cantharis, Nitri acid, Anacardium.
*Impertinência: Chamomilla.
*Rabugento: Antimonium Crudum.
*Egoísta e Misantropo: Sulphor, Arsenicum Album, Lycopodium.
*Espírito de contradição: Antimonium Crudum.
*Teimoso: Platina, Calcárea Carbônica, Lycopodium, Silicea, Nitricum AC.
*Pessimista: Nux Vômica.
*Desejo de matar as pessoas que ama: Nux Vômica;
*Leviano: Fluoris Acid,
*Tendência suicida ao ver faca ou sangue: Alumina,
*Remorso: Cyclamen,
*Indeciso e irresoluto: Baryta Carbônica, Ignátia, Pulsatilla, Graphites e Croccus,
*Desconfiado: Anacardium or., Apis, Hyosciamus, Lachesis, Mercurius sol.
*Apático e indiferente: China, Sépia, Baptisia, Phosph. Acid.
*Volúvel: Ignátia, Pulsatilla, Nux Moschata,
*Desanimado e triste - Stannum, Iodum, Aurum met.
*Riso descontrolado – Nux Moschata, Cannabis Indica, Hyosciamus.
*Fala excessiva: Lachesis, Agaricus, Stramonium.
*Sem energia: Aletris.
*Preguiçoso e negligente: Apis, Gelsemium, Kalí Phosphoricum, Phosphoricum Acidum, Graphites e Calcárea Carbônica.
*Covarde: Agnus Castus, Conium.
*Medroso: Aconitum, Scutellaria.
*Aversão a água e a falta de asseio: Ammonium carbo e Sulphor.
*Desmazelado e porco: Capsicum, Sulphor, Tarântula Hispânica.
*Desespero: Natrum Muriáticum.
*Gosta muito da rua: Bryonia.
*Carola e Beato: Stramonium.
*Tendência a se assustar facilmente: Phosphorus.
*Comportamento vadio: Agaricus, Zincum, Conium, Carbolicum Ac., Picricum AC.

Todas essas medicações são indicadas na 200ª dinamização, sendo uma dose a cada 8 dias.
Não deixe de consultar o seu hoemopata.
Homeopatas dos Pés Descalços.

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…