Amigos do Blog

Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

MAGNÉSIA CARBÔNICA – MEDO E ANSIEDADE

MAGNÉSIA CARBÔNICA E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA.
MEDO E ANSIEDADE
(CARBONATO DE MAGNÉSIO)


Indicado para crianças quando todo o corpo cheira azedo. Mulheres com problemas no útero ou distúrbios da menopausa. Extrema sensibilidade. Desejo de comer carne. Acidez estomacal. Vertigens com queda súbita, semelhante à epilepsia. Bom remédio para o esgotamento nervoso. Fluxo menstrual escasso e retardado, espesso e escuro. Dor de garganta no período pré-menstrual.

E assim encontramos a principal atuação da Magnésia Carbônica no cotidiano da homeopatia, entretanto, como essa área se dá ao luxo de não seguir estruturas rígidas e a depender – sempre – do estado emocional do paciente, a magnésia carbônica muda o nosso olhar sobre o esgotamento nervoso.


Porque coletiva? É raro não encontrarmos um probleminha em que essa personalidade não nos ajude no dia a dia.
O sentimento de estar só e de ter sido abandonado, estar sozinho para tudo é muito comum nas Calcáreas Carbônicas, na Magnésia Carbônica também. Tem a certeza de que não é amado, de que as pessoas do seu convívio diário não a querem bem, não gostam dela.
Kent costumava colocar a Magnésia Carbônica para atuar sempre que se deparava com crianças abandonadas – o frio que acompanha essa personalidade se encaixa muito bem aqui – os órfãos e em conseguinte, as crianças de adoção. Essa personalidade tem a marca do abandono e não é chilique. Essa é talvez a grande certeza que carrega dentro de si, de não ser amada.

Claro que as mulheres acabam por colocar mais esse sentimento a tona.

A sua sensibilidade faz com que não consiga conviver em locais de desarmonia e isso interfere diretamente no seu dia a dia, no seu cotidiano. O medo de tudo convive com essa personalidade durante todo o dia, nos estados mais avançados do seu desequilíbrio. A ansiedade convive diariamente com essa personalidade e dá sinais visíveis disso, sendo o roer das unhas e dos lápis, seu maior alarme. Na comida aquecida e quentinha, ela encontra alívio para a ansiedade, ir para a cama e se deitar não.


O medo faz parte da sua vida, inserido no cotidiano, só é perceptível quando em crise, pois essa personalidade tende a guardar esse sentimento dentro das suas reservas pessoais.

O toque poderá irritá-lo muito, deixando-o descontente (Chamomilla) e violenta (Belladonna) e esse fator também faz parte da sua personalidade, mesmo que sua opção seja sempre a descrição e a postura de pessoa reservada.

Os ruídos – alguns deles específicos – mas, de forma geral, são bem classificados por essa personalidade, assim como o toque.
A magnésia carbônica é sensível ao que pensam dela, chora e se magoa por isso, podendo ser o principal estopim para uma depressão.

A partir daí, tudo se desenrola, as dores generalizadas, e as chamadas de neuralgia (nervo trigêmeo que causa episódios de dor intensa nos olhos, lábios, nariz, couro cabeludo, testa e/ou mandíbula) e as descargas gastro intestinais são freqüentes no seu dia a dia. 

O frio piora tudo, o passeio as vezes some com toda e qualquer dor.

O corpo avisa, seja com os suores fétidos, seja com as piores menstruações possíveis, carregadas de dor e incômodos, o agravamento pelo frio, pelas alergias alimentares, seguidas ou não do marasmo e da fraqueza geral.

Todas as Magnésias são produtoras de grande dor, aqui,  apaziguadores, conseqüentemente, a dor possui alívio. Vithoulkas. 

A acidez, que aqui já se pode encarar como normal na vida dessa personalidade, devido a ansiedade, traz a aversão ao leite, ao cheiro do leite puro, o desejo e a aversão por carnes e frutas, depende muito de como vai reagir a acidez (Hep., Rheum).
E por aí se seguem: feridinhas no couro cabeludo, diminuição da audição com aumento da percepção de ruídos, dor de garganta e coriza de gripe antes do período menstrual, palidez, digestão lenta e a sensação da comida azeda. Tudo o que precisa circular na Magnésia Carbônica sofre, seja nas famosas descargas/diarréias, seja na distensão abdominal, no aumento e acumulo de peso, na constipação do reto por choque emocional.

As fezes são ácidas e quentes, com descargas rápidas, dando alívio e não prolongando mais o mal estar. O fígado é um órgão a se manter em observação no caso dessa personalidade.
Seu sono não é reparador, acorda mais cansada do que quando deitou e sua insônia a leva até as três horas da manhã sem nenhum problema.

Regras exaustivas e dolorosas, que levam ao abatimento e ao esgotamento nervoso.
Furúnculos são freqüentes em etapas da vida, especialmente quando criança.

Chamomilla complementa bem essa personalidade e deve ser avaliada com calma. A família das Magnésias é grande e faz parte do nosso dia a dia. Cada qual com sua melhor atuação, a Magnésia Carbônica se expande no medo e na ansiedade e é a partir deles que tudo acontece.

Medicação Complementar: Cham, Lyc, Rheum.
Diferenciar de: Abrot, Aeth, Ant-c, Calc, Calc-p, Hep, Lac-c,
Lyc, Mag-m, Nat-c, Rheum, Thuj.

Homeopatas dos Pés Descalços
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquise por matéria específica