Amigos do Blog

Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

HARMONIA POSSÍVEL


As possibilidades existem, basta que o trabalho seja feito com responsabilidade tecnica e operacional. A coleta de resultados ainda é falha em muitos países, no entanto a tabulação e relatórios com marcação de níveis é indispensável.
Este trabalho que se segue é muito bem elaborado e de uma importancia significativa, tanto para a MTC como para a Homeopatia. Parabéns a equipe, a saúde agradece.

TRATAMENTO HOMEOPÁTICO DA MALÁRIA NUMA ZONA ENDÉMICA  

DO SUL DE MOÇAMBIQUE – RESULTADOS PRELIMINARES DE UM ESTUDO PILOTO

Pires Marques JC*, Rosa Vital OM**, Andrade e Tching RMA
* General Practitioners  ** Clinical Psychologist


Contexto: A homeosiniatria é uma forma de Medicina Complementar que relaciona as impedâncias dos pontos Ting de acupunctura com valências de medicamentos homeopáticos que são então utilizados para compensar os desequilíbrios esquerda/direita detectados. Ao longo de 12 anos de experiência clínica da homeosiniatria, verificámos que os portugueses de raça caucasiana tinham, de um modo geral, impedâncias elevadas nos pontos Ting correspondentes aos meridianos do rim, quer unilateralmente quer bilateralmente. Verificámos também que muitos doentes de raça negra, oriundos das ex-colónias portuguesas, padecendo de malária resistente às terapêuticas farmacológicas convencionais, tinham as mesmas impedâncias muito diminuídas.

Objectivos: Verificar a impedância dos pontos Ting referentes aos meridianos do rim numa amostra populacional de raça negra com sintomatologia de malária.
Efectuar terapêutica homeopática de compensação dos desequilíbrios detectados.

Material: Aparelho para medição das impedâncias cutâneas nos pontos Ting (mãos e pés), que utiliza um microamperímetro graduado de 0 a 100 µA, fabricado de acordo com o modelo utilizado pela escola de acupunctura de Shangai. 

Métodos: Foram determinadas as impedâncias dos pontos Ting em 168 indivíduos não seleccionados, de ambos os sexos, de raça negra e de diferentes grupos etários (residentes no distrito de Gaza no Sul de Moçambique) que apresentavam sinais e sintomas de malária. Estes foram sujeitos ao teste microscópico da malária,  que se revelou positivo e não estavam medicados com antipalúdicos convencionais.

De acordo com os valores de impedância cutânea obtidos, os doentes foram tratados com os seguintes medicamentos homeopáticos compensadores: Natrum muriaticum 200 CH, Lycopodium 200 CH, Eupatorium 5 CH, Natrum muriaticum 5 CH, Capsicum 5 CH, China 5 CH. 

Resultados: Confirmou-se o padrão de diminuição das impedâncias dos pontos Ting do meridiano do rim (unilateral ou bilateral) observado anteriormente (em Portugal) nos doentes de raça negra oriundos das ex-colónias portuguesas que padeciam de malária resistente às terapêuticas farmacológicas convencionais.
Registou-se remissão dos sinais e sintomas de malária em 161 dos doentes tratados. Estes resultados estão a ser alvo de tratamento estatístico. Num próximo estudo, a efectuar numa população africana com características semelhantes, será também verificada a existência ou não da ocorrência de negativação do teste hemático para a infestação malárica, após a mesma abordagem diagnóstica e terapêutica.
Salienta-se a rapidez no desaparecimento dos sintomas, sendo, na maioria dos casos, diminuta ao fim de poucas horas.


Para mais informações:
G.P.E.H. – Grupo Português de Estudos da Homeosiniartria
Praç. Francisco Holanda, 4ª
Quinta da Ferreira 2605-059 Belas
Portugal
Tel. 214325760 / 214324337

Transcrito na íntegra e com a devida data vénia.
Homeopatas dos Pés Descalços.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquise por matéria específica