Pular para o conteúdo principal

BERBERIS VULGARIS E A EXPANSÃO QUE ATERRORIZA.

BERBERIS VULGARIS
E A EXPANSÃO QUE ATERRORIZA.
(personalidade homeopática)

Assim a encontramos facilmente na literatura. Essa matéria é realmente muito especial e pouco usada de forma adequada. Pouco compreendida também e esse é o porque a descrevemos hoje. Aquele que não persevera. A perseverança aqui é difícil e quando dizemos isso é pra valer. É o chamado fígado bom, calmo e tranqüilo até de mais, se apresentar deficiência definida em órgão (no caso os músculos frouxos) e nem magro demais. Alguns autores colocam essa personalidade com o tipo físico: carnuda (o).


Berberis é daquelas personalidades que possuem o medo específico: medo e aversão a escuridão. Não é um medo em fases como Aurum, é específico porque apresenta figuras de animais e monstros. Um Berberis usará a palavra aterrorizante para descrevê-los. E assim o é. Portanto ansiedade com medo e pânico fazem parte da sua personalidade.
Uma sensação de aumento da pessoa – própria ou dos monstros, da cabeça e outras partes do seu próprio corpo, enquadra sua percepção aumentada de tamanho, forma e volume a deficiências físicas dessa natureza, que veremos mais abaixo.
Apatia e indiferença, entretanto calmo. Existe um choro melancólico, não que viver, está cansado da vida e não quer falar sobre isso. 

Algo importante é quando questionado sobre sua própria vida, não se lembra bem, não consegue juntar as fases de sua própria vida. Sua memória não ajuda, não quer falar, apático, intelectualmente fraco.
Como tudo se vê aumentado, a Cabeça como que aumentada de volume é simplesmente normal. Esse volume se reflete na sensação própria de que está inchado, como se estivesse aumentando ele todo de tamanho. Comum nessa hora se apresentar as vertigens que seguiram até os ataques de desmaio com Cefaléia frontal/gigante demais, grande demais – seguida de resfriamento nas costas e na cabeça.  

Dor, um capítulo também a parte dessa personalidade, o que podemos imaginar a falta de fé que leva pra vida, tudo dói e dói muito. Dores irradiantes. Dores renais dilacerantes prolongando-se pelos ureteres até a bexiga e uretra, cordões e coxas. Os Berberis Vulgaris irradiam dores. Cólicas nefríticas ou cálculos biliares. Cólicas hepáticas. Todas as suas dores pioram por ficar em pé ou andar ou qualquer outro exercício repetitivo. 

E é na dor que Berberis se expressa de todas as formas: ardor, queimação, lancinante, em empurrões, lacrimejamento e pinzantes, e mudando constantemente o local, com a radiação em todas as direções e em qualquer distância, mesmo longe do local de origem, aqui lembre-se de manter Lycopodium sempre como um complementar de destaque. 

Normalmente, a parte traseira especialmente a região lombar – rim – medo – escuro – apético – choro melancólico. Essa seguência é capaz de slavar um Berbéris.

Outro centro de ação fundamental é a Berberis na árvore do sistema genito urinário. É considerada a medicação mais importante na cólica renal para muitos dos grandes homeopatas. 


Para Clarke: cólica renal (à direita), geralmente por pedras, com as dores de todos os tipos (de corte, deggarrantes, contraindo-se, apunhalando, palpitante, ardor), com a grande característica que se irradiam em todas as direções e em todos os lugares, especialmente descendo pelo ureter, bexiga, uretra, coxas, panturrilhas, barriga, etc, acompanhados por entorpecimento e rigidez na região lombar inteiro. As dores são piores em estado de choque, movimento, pressão, sentado, deitado, de cócoras, e em melhor situação. Bubbling na região dos rins.

Dores piores em estado de choque – medo, pavor, aterrorizante. O Dr. Hughes costumava recomendar sua utilização de acordo com as palavras de clarke e acrescentava a dor nos quadris que acompanhavam pessoas estruturas gotosas, reumáticas e que com frequencia apresentavam quadro compatível a cálculos renais. Observa-se a Urina amarela e abundante. Turva com depósito esbranquiçado ou avermelhado. 


Assim na seqüência emocional e física do seu desdobramento, fica claro a sua principal trajetória:

1. Retenção uricémica e suas diversas aplicações (gota e litíase) – medo,
2. Depósitos de urato nas articulações, principalmente nos dedos e acessórios para cálculos de urato. – o grande inchaço mental,
3. Reumatismo deformante, as articulações ranger na artrite, gota e gotosa suas deformações, doenças artríticas, como asma e erupções alérgicas, palpitações noite de gota – a noite e as deformidades aterrorizantes. 
4. As pedras nos rins (pedras), melhorando a diurese e a eliminação de uratos (urina fede depósitos abundantes, uricémicas diarréia) – a apatia, não se movimenta, estagna.
5. Gonorréia mal curada. Artrite, asma, reumatismo e distúrbios urinários. Essas são relações que não podemos nos desviar quando analisamos essa personalidade, principalmente para diferenciarmos de Lycopodium e sulphor, que além de complementares são bem parecidos em algumas interligações. 

Homeopatas dos Pés Descalços

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…