Pular para o conteúdo principal

BORAX E O MEDO DA QUEDA

BORAX E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA



BORAX VENETA, TINCA OU NATRUM SUBBORACICUM.

Eis uma medicação de medos descritivos e claros, bórax tem medo do que desce, seja de escada, de elevador. Essa matéria anda a cavalo, mais teme apenas a descida do mesmo, sem explicação, apenas temor. Chega ao pavor nas descidas de avião e se for criança dificilmente segura o grito e o choro.

Sendo assim Borax tem duas grandes interligações: medo e estômago, nervoso e audição/sensibilidade. ELE TEM MEDO DE CAIR E ESSE MEDO O ACOMPANHA POR TODA A VIDA. É claro que essa medicação pode ter melhoras significativas, fazendo inclusive que essa medicação seja de difícil diagnóstico. entretanto a sensação de queda permanecerá até em pequenas observações, mais estaá lá, sempre presente.

Seu nervoso é ao menor ruído, possui hipersensibilidade auditiva. Assusta-se com tudo, até com sensações de queda ou pequenas inclinações. Quando criança ou adulto a agonia ou inquietação se segue por todo o corpo. Barulhos agudos lhe afetam profundamente. Treme com os trovões e raios e se nesse momento levar as mãos para tapar os ouvidos, certamente se inclinará – pronto, inclinar-se piora tudo. Neste momento existem as vertigens, apenas no sentido descendente, não no giratório e nem ao se levantar.

Sua agitação é tão intensa que é um dos principais remédios para a epilepsia e suas convulsões. O temor noturno faz com que seu sono seja ruim, mesmo tendo a tendência de dormir muito.

Nas viagens por causa dos enjôos e suas inclinações. No mar, em aviões, de carro nas grandes ladeiras e por aí vai.

Essa medicação tem a possibilidade de ser muito bem observado enquando ainda se é bebê. Colocar a criança pra dormir, ela chora e esperneia, nem sempre é manha, pode ser a personalidade da medicação. Observe se nessas horas ele aceita o peito e se acalma? Esse é o tipo de criança que não suporta ser jogado pra cima, treme todo, chora e grita. Não tem problemas em subir em nada, mais em descer de tudo, chora, grita, esperneia e movimenta bruscamente os braços.

Se alguém espirar do outro lado da casa, essa pessoa vai se assustar e se irritar, a crise quase que histérica acontece depois de um susto. Seja dormindo ou acordado. Por isso a Otite média com secreção purulenta é bastante comum nessa personalidade ou a total obstrução das orelhas o que leva a surdez. O som ou barulhos alto até pode ser suportado, o ruído agudo e inesperado não.  
Porque estômago? A acidez dessa ‘personalidade’ em contato com os alimentos produz vômitos logo após o café da manhã e sempre são ácidos, o gosto amargo e de metal, como o cabo de “guarda chuva - Sabor amargo”. Esse centro nervoso é afetado com facilidade e produz feridas e ulcerações. Mais visivelmente isso acontece na boca, com sangramento por dentição, aftas grandes, doloridas, vermelhas e constantes. Ulcerações que não se cicatrizam. Sangramentos na boa que se formam facilmente, ou por comer ou simplesmente por tocar. (vale a pena observar nas crianças).

Úlceras na boca com formação rápida e aspecto gangrenoso, por isso observa-se muito essa medicação no tratamento do câncer.

A língua se apresenta rachada e sangrando, o que faz com que a salivação seja excessiva, especialmente na dentição. Alimentos ácidos ou com muito sal machucam logo e rapidamente produzem sangramento. Existe a sensação de calor constante na boca, especialmente para os mais idosos. 

Quando criança, a vontade de urinar é freqüente, entretanto ela chora e grita, antes de durante a micção, o que nos faz lembrar Lycopodium e Salsaparrilha, só que aqui é medo. Os líquidos e secreções de Borax são quentes e grossos, espessos. Em especial nos corrimentos vaginais albuminosos abundantes, parecidos com amido. Sabe-se que vai doer. Segura-se muito a urina, sendo essa uma medicação com constantes quadros de infecção urinária e afecções uterinas. Mulheres com regras muito dolorosas e profusas, sempre quentes.

Borax favorece o parto, podendo ser usado em conjunto com Actea Racemosa e no caso da esterilidade, favorecendo a concepção segundo Brickmann. Na vaginite crônica ou nas menstruações sempre longas, profusas e muito dolorosas. 



Usado para fertizante de plantas


Como prestamos atenção nas personalidades, essa em especial melhora por volta das 23:00 hs, dorme mal, um sono tumultuado e leve. Tem medo de dormir, tanto criança quanto adulto. É agitado nervoso e se assusta com facilidade. Vai suar frio quando tiver de descer de um elevador e vai se sentir mal descendo qualquer coisa. Borax não gosta de trabalhar, não é preguiça, simplesmente medo. Vai se assustar com facilidade e isso poderá significar nervosismo, brigas, choro e mesmo crises de convulsão.

Sua melhor fase para ser observada é quando bebê, porque o sintoma de descida e as aftas na boca são um alerta físico do estado mental dessa medicação.

Bórax chora e ri com uma alternância visível e clara. Tudo piora no frio e no úmido.

E por fim, essa medicação apresenta uma dificuldade enorme de cicatrização, suas escoriações supuram como num passe de mágica e a Psoríase pode ser observada com facilidade, o que faz sentido, nervoso e assustado, facilmente acometido de supurações, sem dormir direito e sem comer de forma tranqüila. Externamente alguns homeopatas como Nilo Cairo a usavam diluída em água morna para ajudar a cicatrização de erisipelas.

Curiosidade: o vinagre como tempero lhe cai como veneno e o vinho lhe estoura a boca em aftas.

Precisando de ajuda com Borax, o Arsênicum ajuda no nervoso, a Nux Vômica nos enjôos e na acidez alimentar, a Silícia nas alergias e feridas. Além desses o Lycopodium poderá dar um alívio extra na hora de urinar e Phosphorus, Bryonia e Calcárea devem ser vistos como amigos sempre que um Borax precisar.



Advertência: o uso excessivo de produtos contendo essa matéria devem ser observados nos casos de alergias. É usado em metais de soda, detergentes, materiais de limpeza, fabricação de vidro e etc... como produtos de limpeza devem sempre ficar sob nossas vistas, não custa prestar atenção.








Homeopatas dos Pés Descalços

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…