Pular para o conteúdo principal

LYCOPODIUM - CARBO VEGETABILIS E ARGENTUM NITRICUM

MAIS UM POUCO DE LYCOPODIUM

Lycopodium também tem a pele enrugada e envelhecida, (A cólera, medo, mágoa ou vexação reprimidas podem desencadear transtornos vários. A sua memória está fraca. Numa conversa não encontra a palavra certa para se expressar. Tem dificuldades de entendimento e no trabalho.) – José Maria Alves (Especialista – PT.).

Na realidade Lycopodium é mais um que sofre por antecipação, precisa se sentir só e gosta, desde que alguém esteja razoavelmente perto. Sua memória enfraquece e esquece as palavras numa simples conversa. Lycopodium é aquele que sempre que viaja, não evacua.

Lycopodium também sofre do estômago, é referência em distensão abdominal e gastrite. Apenas os arrotos são ácidos. Ele também tem um fator de chamar a atenção, pois sua fome aumenta à noite.

Uma grande diferença entre os três é que enquanto a bebida, ou seja, o álcool acompanha o Argentum Nítrico e daí a referência para deficiências no fígado, o Lycopodium produz Litíase biliar com cólicas, ou seja, retém, guarda tanto que é capaz de produzir pedras, solidifica seu pensamento. Flatulências e coisas do tipo. Uma coisa muito interessante nessa personalidade é o fato de não suportar nada o prendendo e deixa isso claro através do uso de roupas folgadas.

Lycopodium não vai a qualquer banheiro e se estiver viajando, esqueça, entretanto corre com diarréia por antecipação, se estiver exitado, se sentir medo ou por bebidas frias.

Nota:

Porque três matérias distintas entre si e pouco complementares teriam um ponto físico tão forte: ‘O estômago’. Na realidade ele é somente secundário ou até terciário nessa relação.
Podemos dizer que a vitalidade de Carbo veg. está deprimida, podemos dizer que a de Argentum Nitr. se agonia e precisa de espaço, de ar, o mesmo ar raro de que Carbo não tem e que Lycopodium tem medo, mágoa em alto grau. Todos possuem certa debilidade no sentido de opressão mental, cada um em um grau diferente. Tudo embutido, guardado, fechado, precisando sair e desanuviar. Entretanto porque o estômago. As velhas bolsas, estômago, fígado e vesícula. Tudo o que depende do processo de reciclar, absorver e distribuir, garantir a energia, passa por aí e é aí no meio da circulação que as diversas faces da digestão são afetadas. 

Um pouco de Carbo Vegetabilis: Das três medicações acima citadas Carbo veg, Lyc e Argentrum Nitr. e em todas as pesquisas sobre medicações, encontramos Carbo Vegetabilis em primeiro lugar para as deficiências de estômago. (desde 1827 – na 2ª Edição de repertóris Homeopáticos, ele aparece com 723 indicações/sintomas).
Digamos que Carbo Vegetabilis salva primeiro o estômago, em segundo lugar a circulação e em terceiro a respiração. Esse carvão é assim, ganha vida após morto, queimado. Alegre, rapidamente poderá se irritar.
Vou tratar de duas situações expecíficas dele: Oprimido e Cheio.

Um pouco de Carbo Vegetabilis: Das três medicações acima citadas Carbo veg, Lyc e Argentrum Nitr. e em todas as pesquisas sobre medicações, encontramos Carbo Vegetabilis em primeiro lugar para as deficiências de estômago. (desde 1827 – na 2ª Edição de repertóris Homeopáticos, ele aparece com 723 indicações/sintomas).
Digamos que Carbo Vegetabilis salva primeiro o estômago, em segundo lugar a circulação e em terceiro a respiração. Esse carvão é assim, ganha vida após morto, queimado. Alegre, rapidamente poderá se irritar.

Vou tratar de duas situações expecíficas dele: Oprimido e Cheio.

Oprimido pelas razões lógicas que podemos entender até pela maneira descrita de como chegamos a matéria que usamos para ter o carbo vegetabilis – sufocado, preso, oprimido no calor.

Cheio porque assim tão abafado ele nos surpreende e enche os espaços, ocupa com a fumaça negra, pinta todas as paredes do forno de negro.
É o grande remédio da agonia, no último período de qualquer moléstia, com face hipocondríaca, pele fria, suor frio e copioso, hálito frio, língua fria, voz apagada, ele ainda pode salvar vidas. (Dr. A. Brickmann)
Com tudo isso ele tem emprego quase garantido sempre que houver distensões abdominais e arrotos ou eructos, como são chamados. Por isso reage sempre a comida gordurosa e pesada tendo diarréia.

Carbo v. é lento, no corpo e na mente, é lerdo em tudo, no ar que respira, ao pensar, ao andar, existe uma frouxidão muscular. Ele deseja oxigênio e talvez por isso retenha tanto ar, especialmente no estômago e nos pulmões. (ar sujo).

Nele, tudo é lento, lerdo e vagaroso, basta pensar em como o carvão atinge sua forma e seu domínio e aí teremos a personalidade de Carbo v., seu embotamento cerebral é como a fumaça negra da carvoaria, se respira não anda, se anda não circula, não pensa, não vive.


Curiosidades:

  1. Extremamente pontual. Mesmo que não tenha relógio sabe com exatidão as horas. 

  2. É o único remédio listado em ‘melhoras depois da meia-noite.

Ø         3. Sente -se doente na véspera de exames e nas aparições públicas (não confundir com Gelsemiun). 

Q          4. Quando sai dos exames conta vantagem e mostra superioridade, caso não passe, provavelmente ficará sumido por vários dias, de vergonha, é lógico.

  5. Um pé ou mão quente, o outro frio. (marca física dos opostos)

  6. Os bebês e as crianças franzem a sobrancelha como os adultos.

Características físicas marcantes:

Ø  O físico mais comum do Lycopodium é magro e esguio por vezes alto e desengonçado.

Ø  A cabeça pode parecer proporcionalmente grande em relação ao corpo.

Ø  Terá a aparência facial mais velha do que sua idade convencional.

Oprimido pelas razões lógicas que podemos entender até pela maneira descrita de como chegamos a matéria que usamos para ter o carbo vegetabilis – sufocado, preso, oprimido no calor.
Cheio porque assim tão abafado ele nos surpreende e enche os espaços, ocupa com a fumaça negra, pinta todas as paredes do forno de negro.
É o grande remédio da agonia, no último período de qualquer moléstia, com face hipocondríaca, pele fria, suor frio e copioso, hálito frio, língua fria, voz apagada, ele ainda pode salvar vidas. (Dr. A. Brickmann)
Com tudo isso ele tem emprego quase garantido sempre que houver distensões abdominais e arrotos ou eructos, como são chamados. Por isso reage sempre a comida gordurosa e pesada tendo diarréia.
Carbo v. é lento, no corpo e na mente, é lerdo em tudo, no ar que respira, ao pensar, ao andar, existe uma frouxidão muscular. Ele deseja oxigênio e talvez por isso retenha tanto ar, especialmente no estômago e nos pulmões. (ar sujo).
Nele, tudo é lento, lerdo e vagaroso, basta pensar em como o carvão atinge sua forma e seu domínio e aí teremos a personalidade de Carbo v., seu embotamento cerebral é como a fumaça negra da carvoaria, se respira não anda, se anda não circula, não pensa, não vive.

Curiosidades:
Ø           Extremamente pontual. Mesmo que não tenha relógio sabe com exatidão as horas.  É o único remédio listado em ‘melhoras depois da meia-noite.’

Ø          Sente-se doente na véspera de exames e nas aparições públicas (não confundir com Gelsemiun). Quando sai dos exames conta vantagem e mostra superioridade, caso não passe, provavelmente ficará sumido por vários dias, de vergonha, é lógico  Os bebês e as crianças franzem a sobrancelha como os adultos. Um pé frio e o outro quente.


                                                                Características físicas marcantes:

Ø  O físico mais comum do Lycopodium é magro e esguio por vezes alto e desengonçado.

Ø  A cabeça pode parecer proporcionalmente grande em relação ao corpo.

Ø  Terá a aparência facial mais velha do que sua idade convencional.

ARGENTUM NITRICUM

A melancolia, a depressão mental, o vômito sintomático, o medo de estar só e de multidões, o tremor por todo o corpo, faz com que Argentum Nitr. Seja analisado de perto. A medicação dos bebedores por assim dizer, traz uma sensibilidade e uma captação da parede do estômago dignos de relatos. 

Outra característica acentuada que resulta da regularidade é a pressa.

Suas dores são pontadas finas, cheias (sente a cabeça gigante), talvez em referência à expansão não tenha o que tanto lhe faz falta. O medo de estar apertado é visível, sem saída. Sua contração é respondida sempre por úlceras, grandes flatulências e arrotos altos, assim que termina uma refeição. Diarréia por antecipação.

Podemos então dizer que ele, como Carbo v., possui a mente fraca, entretanto ela está viva, segue seus impulsos sem pensar neles duas vezes. Precisa se sentir livre, precisa de espaço, de ar livre.
Sua distensão abdominal acompanha a necessidade de espaço, sendo uma de suas referências principais o vômito.
Argentum lembra a criança com rosto e aspecto de velho, fazendo um esforço enorme pra se libertar, sem conseguir.

Homeopatas dos Pés Descalços

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…