Pular para o conteúdo principal

BOTICA HOMEOPÁTICA: SERVE PRA QUE?

PARTE 2

Agora veremos as Cãibras, as Amigdalites, Cistites, as Afonias ou Rouquidão e a Diarréia.

Cãibras – é a contração involuntária e dolorosa da musculatura, comum em piscina.

Chamomila CH 6: As cãibras são acompanhadas de tanta irritabilidade que a pessoa tem de se movimentar. Piora muito  a noite. 

Colocynthis CH 6:  Cãibras podem ocorrer nos membros superiores e inferiores. A diferença é que melhoram quando se dobram as partes afetadas, por pressão e pelo calor nestes locais.

Belladona CH 6 : As cãibras ocorrem principalmente nas mãos e nos pés. Apresentam dores pulsáteis e violentas.

Magnésia phosphorica CH 5 : È conhecida como a Cãibra dos escritores, dos violinistas e dos pianistas. Principalmente nas panturrilhas e durante a gravidez.

Çuprum matelicum CH 5 : Ocorrem espasmos e cãibras nas mãos e dedos, na perna e nos pés, especialmente nas pernas durante o coito. Aqui observa-se que o músculo contrai formando nódulos. 


Amigdalite é a inflamação das amígdalas, normalmente ocorre após o uso de gelados, ou do frio, ou ainda seguida de resfriados, o que acaba sendo comum nas férias.

Apis mel CH 6: A garganta está vermelha ou meio rosada. Sente ardor ou sensação de queimor, entretanto não tem sede.

Hepar sulphur CH 6: Neste caso a sensação é de um espinho na garganta, que tem sua dor amenizada com bebidas quentes. Entretanto tudo é feito com muita irritabilidade.

Aconitum napellus CH6: A garganta fica vermelha e seca e com muita dor pra engolir. As crises são provocadas por exposição ao frio e começam de forma brusca. Tem certeza de que vai morrer e fica muito inquieta e ansiosa. Se faltar o ar, “por causa da ansiedade”, jura de pé junto que vai morrer a qualquer momento. 

Belladona CH6: A garganta fica muito vermelha e bem mais dolorida do lado direito. Os Gânglios hipertrofiados no pescoço. Existe a tendência de febre e delírio. Outra característica clara é a face vermelha e os olhos dilatados ou febris.

Lachesis CH 6: Inicia o processo sempre do lado esquerdo e só depois passa para o direito. Apresenta muita sensibilidade no local, e não suporta nenhuma bandagem no pescoço.

Lycopodium CH 6: A amigdalite inicia- se no lado direito e passa para o esquerdo – ao contrário de Lachesis, entretanto ele aparece e/ou piora a tarde, por volta das 16 às 20 horas. O indivíduo apresenta irritação e flatulência. 

Mercurius solubilis CH 6: Pior do lado direito, podendo o outro lado das amídalas nem se manifestar . Hipertrofia de gânglios do pescoço. O hálito fica fétido, apresenta muita salivação, suor noturno e marcação dentada na língua. Tudo piora a noite. 

 
Cistites – são Inflamações agudas ou crônicas do aparelho urinário. Muito mais freqüente em mulheres, sem descartar os homens, é claro.

Aconitum napellus CH 6 : O desejo de urinar é urgente e cheio de ansiedade. A criança agarra os genitais e grita. Os adultos também têm essa atitude.

Cantharis CH 6 : A instalação do processo é brusca, violenta e rápida, a dor obriga a urinar. As dores são ardentes e cortantes que se estendem pela uretra. Urina gota a gota e sanguinolenta. Este indivíduo tem tendência à formação de cálculos.

Pulsatilla CH 3 : A cistite se instala principalmente por supressão menstrual, ou antes da menstruação. Urina freqüente por expor- se ao frio e umidade. Cistite das noivas. No caso dos homens, a micção interrompida e em jatos na hipertrofia de próstata com dor cortante ao sair à urina. Nestes casos é urgente e importante a avaliação prostática em homens com mais de 40 anos. 

Diarréia - Diarréias são quadros que aparentemente ocorrem de forma inocente, entretanto podem levar à desidratação, especialmente crianças e idosos e a óbito.

Arsenicum álbum CH 6: essa pessoa vai vomitar e evacuar ao mesmo tempo, especialmente a noite. As fezes são fétidas, escuras e/ou sanguinolenta e sempre acompanhadas de  muita cólica e contração. São ardentes, e  queimantes. É claro o quadro de ansiedade e medo, inclusive medo de morrer. Após a descarga o indivíduo sente uma forte sensação de prostração, na qual poderá desmaiar. Mesmo com muita sede, toma a água em pequenos goles e reclama do gosto. Esse tipo de diarréia surge por comer alimentos de origem animal – quase sempre - ou mal conservados.

Nux vômica CH 6: È a diarréia por excesso alimentar que geralmente acompanha vômitos. Ela também pode ser provocada por comer alimentos mal conservados.

Veratrum álbum CH 5: aqui o indivíduo possui uma sudorese intensa, muito abundante, que piora a noite. Suas fezes são água esbranquiçada com fortes dores no baixo ventre. A debilidade é profunda após a descarga e costuma vomitar simultaneamente.  

 
Afonia - Rouquidão, perda da voz.

Aconitum Napellus CH 6: Por expor- se ao frio seco, pode acompanhar uma sensação de morte eminente pela falta de ar.

Arnica CH 3: Utilizado quando a afonia for por abuso da voz. Ex. professores, palestrantes e etc...
Belladona CH 6: Afonia com constrição e sensibilidade alta na garganta. A boca fica seca e a pessoa se recusa a beber qualquer líquido. As veias pulsam, a face fica vermelha e os olhos dilatam. O quadro se instala repentinamente. 

Mercurius solubilis CH 6: Afonia ou ronqueira com coriza. A garganta como se estivesse em carne viva. Tudo piora a noite. Existe mau hálito, muita sede e a língua fica dentada. 

Phosphorus CH 6: Afonia por abuso da voz. Este tipo de afonia pode vir junto com uma ronqueira dolorosa, que piora pela manhã e a noite, sendo que a tarde parece até ter sumido. Especialmente para ser utilizada por cantores, locutores, entre outros.

Spongia tosta CH 5: A afonia nesse caso é seguida de uma tosse seca e constante.

HOMEOPATAS DOS PÉS DESCALÇOS

Postagens mais visitadas deste blog

IGNATIA AMARA - A CHAVE DO EQUILÍBRIO

IGNATIA AMARA  E A SUA PERSONALIDADE HOMEOPÁTICA
O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé) Lao Tsé não tinha conhecimento de homeopatia, mais permeou o mundo das observações de forma intensa e clara, ajudou a dar uma nova visão ao ser humano e até hoje seja no oriente quanto no ocidente, viaja nas mentes de muitos. Ao ler seu pequeno texto a uns bons anos atrás e já com alguma bagagem de filosofia homeopática, me deparei com este, acima citado. Para mim a tradução mais poética de uma personalidade Ignácia. Homeopatas dos Pés Descalços 

Citemos Allen - "As pessoas mentalmente e fisicamente esgotados por uma dor concentrada e prolongada" (Allen) ou ainda "A alteração das condições …

GELSEMIUM - O REMÉDIO DAS GRANDES SENSIBILIDADES

PERSONALIDADES HOMEOPÁTICAS MAT. CEDIDA POR ELISA MACIEL COSTA/ESP.EM HOM/ACUPUNTURA/FITOTERAPIA

Pessoas com grandes fraquezas, com intensa prostração física e mental, chegando ao embotamento cerebral. Medo de cair e de adoecer[*] Histeria e neuroses, comoções e maus efeitos do medo, o remédio das grandes sensibilidades. Sonolencia dos estudantes, as mulheres apresentam  rouquidão durante a menstruação. Sente-se incapaz de enfrentar a vida cotidiana, Incapacidade para assumir responsabilidades, nervosismo de "ator", medo de exames dos estudantes, de aceitar novas tarefas. Evita as aflições da vida. É muito utilizado nas febres agudas ou intermitentes em que há um desejo absoluto de repouso. Na sua grande maioria apresenta ausência de sede, sem calafrios ou suores, piorando à tarde. Seu uso facilita o parto em situações de rigidez do colo uterino e alivia as cólicas menstruais muito fortes.  Apresenta fisicamente uma enorme falta de tônus muscular, torpor, lassidão e tremores, Par…

LYCOPODIUM CLAVATUM

LYCOPODIUM – o medo do conflito
Lycopodium é sem sombra de dúvida, uma das matérias médicas mais extensas dentro da homeopatia e mais interressantes também. Esse indivíduo tem as fases da sua vida bem marcadas, pois apresenta um grande estado distinto entre a infância, a idade mediana e sua idade mais avançada.
Entretanto o Lycopodium se encontra envolto pela covardia, tanto social, moral e física, o que permite ao homeopata analisar de forma cuidadosa essa personalidade, tendo em vista sua enorme capacidade de ser extrovertido, amigável e corajoso, qualidades essas opostas da sua real condição.
Por medo do conflito, Lycopodium foge covardemente.
Seu maior amor será pelo poder e com certeza irá chorar quando for homenageado. A criança Lycopodium
Quando alguém vai a sua casa o seu filho refugia-se por trás dos cortinados ou recusa-se a cumprimentar as visitas? Num primeiro contato é envergonhado? Sempre que o repreende fica com as lágrimas ao canto dos olhos? Tem medo de fantasmas e de dormi…