Amigos do Blog

Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

SÉRIE: ENSAIO SOBRE POEMAS HOMEOPÁTICOS


Os Poemas nos ajudam a identificar nossos horizontes, nossos atropelos e nossas limitações dentro de cada medicação. Do que sofremos?


As principais raízes de cada medicação, fáceis de observar, sem preconceitos e sem medos.

ajuda a enxergar nossos limites carinhosamente, porque é assim que precisamos viver, nos reconhecendo de uma forma carinhosa.

Várias matérias médicas serão apresentadas nessa série que começa agora.


Calcarea Carbônica;






Caso me encontre por aí,
Afogada em sentimentos,
Largo e profundo, esse é o meu coração.
Calar-me? Reter-me?
Antes fosse remédio.
Reúno meus quadrantes
Ergo os meus
Abro os braços e abarco o mundo.

Caso pense que isso é felicidade,
Aviso que talvez não seja,
Resta-me identificar pontos
Buscar soluções com menos sofrimento.
Originais e genuínas
No meio da calmaria ou da tempestade, sem medo
Início de um sonho ou fim de uma ilusão.
Certeza mesmo eu só tenho uma:
Amo e de tanto amar é que padeço.


Elisa Costa
Homeopatas dos Pés Descalços.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquise por matéria específica