Amigos do Blog

Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 7 de agosto de 2010

Porque as medicações mais comuns devem ficar atrás dos balcões das farmácias e longe das nossas casas?


Quais são as mais comuns? Quem não conhece?

ACIDO ACETIL SALICILICO - AAS, Aspirina, indicação: febres e dores. Previne problemas cardiovasculares.

Contra-indicação: Devido o fato de inibir a coagulação do sangue, piora quadro de dengue (hemorragias). Também não deve ser usado por quem tem problemas de gastrite, asma ou bronquite, pois favorece reações alérgicas.

DIPIRONA SÓDICA - Anador, Dorflex, Lisador, Neosaldina e Novalgina. Indicação: Febre e dores.

Contra-indicação: Alérgicos, em excesso prejudica a cicatrização. Diabéticos não devem usar, contém açúcar.

PARACETAMOL - Sonridor, Tyllenol. Indicação: analgésico. Mas não possui ação antiinflamatória.

Contra-indicação: “Não pode ser usado em caso de DENGUE, pois a doença faz com que o fígado pare de fabricar uma enzima que metaboliza o paracetamol e a substância fica acumulada no organismo e pode levar o paciente à morte. Em excesso pode causar danos no fígado. Como a DENGUE já agride bastante o órgão mais o uso excessivo do medicamento as conseqüências podem ser desastrosas! Deve ser evitado por quem faz uso de bebida alcoólica ou quem sofre de hepatite”.

BEATRIZ ANTONIETA LOPES BIÓLOGA graduada pela UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO-UFMT

A construção e o desenvolvimento de mecanismos cada vez mais sofisticados e sensíveis, capazes de detectar a ação dos medicamentos homeopáticos; a comprovação experimental da homeopatia em animais que não se “sugestionam”; o despertar ecológico com medo crescente da poluição e dos efeitos colaterais dos remédios alopáticos têm impulsionado a Humanidade no sentido de uma Sociedade mais justa voltada para a Natureza; projetaram a Homeopatia neste início de século, como a grande arma contra as doenças, tornando-a, sem a menor dúvida, a Terapêutica do futuro, a medicina do século XXI. ( Prof. Dr. Claudio Martim Real/Med. Vet. Homeopata).

Sem radicalismo, é claro, devemos procurar um olhar diferente pra nós mesmas e para nossos problemas. Refazer a leitura de nossas vidas e assim evitar o comodismo das medicações que encurtam o tempo dos sintomas desagradáveis mais podem também restringir a nossa vida.

A quantidade de mulheres que precisam recorrer cada dia mais a um número maior de ansiolíticos, antidepressivos, analgésicos e relaxantes musculares é de assustar. Toda vez que deixamos a estrutura nociva da rotina alucinada ocupar muito tempo em nossas vidas, ficamos assim, entregues a erros cada vez maiores e cada vez mais distantes de uma saúde holística.

HOMEOPATAS DOS PÉS DESCALÇOS


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquise por matéria específica